Como é fundar e botar para rodar uma startup de robótica no Brasil? Como se consegue dinheiro para isso? Qual é o mercado? Qual é o produto?

Escrevi dois posts recentes aqui sobre aplicações e possíveis negócios em robótica. A partir disso, resolvi dar uma olhada e tentar entender melhor o que está acontecendo nesse campo no Brasil. Conversei com o Antonio Valerio Netto, fundador da XBot, baseada em São Carlos.

Já fizemos uma matéria aqui no Startupi sobre a XBot, em setembro de 2011 (veja). A empresa agora está em outro estágio: ‘pivotou’ o seu modelo de negócios e será apresentada a investidores no Seed Fórum que ocorrerá em Recife em 14 de outubro.

Conforme o Valerio, a principal mudança foi no produto e na ‘proposta de valor’ da empresa. Ao invés de vender robôs, a XBot hoje vende ‘soluções para educação’, que incluem os robôs que a startup desenvolve.

Eles pretendem levantar pouco menos que R$ 2 milhões no Seed Fórum e utilizar esses recursos para crescer o faturamento da empresa em quase 10 vezes nos próximos anos. Confira a entrevista abaixo – e um vídeo demonstrando a configuração de um robô.