O Rio lançou, oficialmente, um programa voltado a startups em um grande evento no Palácio da Guanabara, sede administrativa do governo estadual. O evento teve a presença do governador Sergio Cabral – o clique abaixo foi registrado e concedido pelo Tiago Mabilde, cofundador da aceleradora Pipa.

startup rio

Foi a abertura oficial do edital do programa, que estará disponível ainda hoje no site da Faperj. As inscrições vão até o dia 5 de dezembro.

O Startup Rio chega com o intuito de oferecer capital semente, espaço de trabalho compartilhado e capacitação para alavancar projetos de tecnologia digital, segundo me informou a assessoria de comunicação da Secretaria de Ciência e Tecnologia.

Candidatos receberão uma bolsa para desenvolverem seus projetos no prazo de um ano. O total investido será de R$ 5 milhões para até 50 projetos. Os contemplados serão escolhidos por meio de um comitê especial de julgamento, designado pela diretoria da Faperj.

No evento, a secretaria disse que vai reformar um prédio cedido pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), no Catete, para os contemplados trabalharem em escritório compartilhado.

A divulgação dos resultados preliminares será feita a partir de 16 de janeiro de 2014. Até 10 de fevereiro, deverá ser entregue a documentação para comprovação da regularidade econômica e financeira para projetos pré-qualificados. A divulgação dos resultados finais ocorrerá a partir de 20 de fevereiro.

São elegíveis como proponentes inventores independentes, que, com apoio de suas equipes, se constituirão em startups nos segmentos de serviços de internet, tecnologias sustentáveis e mídias digitais, sediadas no estado do Rio. A equipe responsável por cada um dos projetos submetidos deverá ser constituída por até três pessoas, entre os quais deverá ser determinado um coordenador (proponente), que deverá ter residência fixa no Estado do Rio de Janeiro.

A ambição do governo estadual é grande. “O Startup Rio é uma iniciativa público-privada que tem o objetivo de fomentar uma nova cultura de empreendedorismo. Com isso, esperamos ajudar no processo de transformação do Rio de Janeiro em um hub de tecnologia digital internacionalmente reconhecido”, disse, em comunicado, o secretário de Ciência e Tecnologia Gustavo Tutuca.