É uma ideia boa: a Prefeitura de São Paulo está organizando um evento de cinco dias para discutir a abertura de dados e o acesso à informação que, segundo o site da São Paulo Aberta, “são diretrizes fundamentais para o aprimoramento da gestão e das políticas públicas na cidade”.

Detalhe: o evento termina com um hackaton, maratona hacker, com o intuito de melhorar o sistema de transporte público via ônibus da capital paulista. Para isso, a Prefeitura vai liberar dados de 2013, como o de bilhetes e de viagens feitas por dia, além do banco de dados de serviços e de frotas. No site, já há uma amostra parcial desses dados.

Além do hackaton, algumas palestras, debates e atividades sobre o tema de abertura de dados e informações vão acontecer, cujos temas variam entre as novas relações entre sociedade e governo, mobilização e corrupção. A premiação vai de R$ 8 mil a R$ 3 mil, para o primeiro e o terceiro lugares, respectivamente.

Não se trata da primeira iniciativa nesse sentido: a Prefeitura de São Paulo tem organizado o Café Hacker, com a finalidade de discussão sobre transparência de dados públicos com programadores interessados – já houve três edições do evento.

O evento ocorre entre os dias 23 e 27 de outubro – a programação completa você confere na nossa agenda.