Empresas inovadoras podem contar com uma plataforma desenvolvida para auxiliar na internacionalização de suas operações. O portal Land2Land é resultado de uma parceria entre a Anprotec e a Apex-Brasil, que selecionaram empresas e ambientes de inovação no Brasil e em outros países para criar uma rede colaborativa.

O land2land já conta com parques e incubadoras de 12 países. Além do Brasil, que tem 12 instituições cadastradas, há ambientes de inovação dos Estados Unidos, Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália, Bélgica, Portugal, México, Índia, Tunísia e Coreia do Sul.

Por meio da plataforma, empresas interessadas em atuar em outros países terão acesso aos serviços oferecidos pelos ambientes de inovação. Esses serviços incluem apoio à infraestrutura (seja para utilização permanente ou temporária), informações de mercado e sobre programas de financiamento, estratégias de entrada no mercado, aculturamento (apoio para obtenção de visto, formação cultural e acomodação) e requisitos legais e legislação de cada país.

Qualquer pessoa pode navegar pelos ambientes de inovação, clicando em cada ícone no mapa para ler mais sobre as características de cada um. Quem quiser interagir com esses centros/habitats de inovação, precisa de um login, que pode ser solicitado mediante preenchimento e envio de um formulário de dados – na seção “Join”, exibida no menu superior da plataforma.

Exemplo de perfil dos habitats.

O lançamento do Land2Land aconteceu no dia 14 de outubro, durante o Fórum de Internacionalização de Empresas Inovadoras, que reuniu gestores de ambientes de inovação e empresários para tratar dos desafios e oportunidades relacionados aos processos de soft landing. O encontro fez parte da programação do primeiro dia do evento 30ª Conferência Mundial da IASP e XXIII Seminário Anprotec.  “Além de promover a internacionalização dos empreendimentos inovadores, a plataforma vai garantir que essas empresas integrem ambientes que realmente oferecerão condições favoráveis a seu desenvolvimento”, afirmou o diretor da Anprotec, Tony Chierighini.

O Porto Digital, parque tecnológico de referência no Brasil, tem políticas explícitas para colaborar na internacionalização de suas empresas. “Já promovemos visitas de delegações estrangeiras e incentivamos o intercâmbio de nossas startups com centros inovadores em todo o mundo”, explicou Francisco Saboya, presidente do Porto Digital. “Agora, com o land2land, muito desse trabalho será facilitado”, completou.