As revelações feitas pelo jornal britânico “The Guardian” sobre a espionagem do governo americano em e-mails de cidadãos comuns levam à criptografia para proteção dos e-mails – uma solução já em voga no mercado. Agora, a Hostnet, player brasileira, traz a tecnologia desenvolvida por aqui mesmo.

Cabe lembrar que a criptografia é um recurso que transforma a informação original em outra ilegível, podendo ser acessada apenas pelo destinatário que possui a chave criptográfica.

Em comunicado, a Hostnet explica que a tecnologia usada pela empresa consiste no protocolo TLS (Transport Layer Security) em seus servidores de e-mail. Ou seja, agora o acesso a caixa de mensagens dos seus clientes já pode ser criptografado, impedindo que o conteúdo das mensagens seja violado durante o envio e o recebimento.

“A tecnologia TLS também funciona entre provedores de e-mail, portanto, os clientes da Hostnet que trocarem mensagens com usuários de serviços de correio eletrônico convencionais que também suportem TLS, estarão protegidos desde o envio até o recebimento de suas mensagens”, diz a companhia, em comunicado. “Esse é um recurso gratuito oferecido para o cliente Hostnet. Para utilizar, basta habilitar o serviço no painel de controle.”