É a velha cantilena que todo o mundo sabe: grandes corporações começaram como startups enquanto seus fundadores estavam em universidades – nos Estados Unidos, por uma questão ambiental.

O bacana é que agora, no Brasil, todos os preceitos para montar uma empresa e colocá-la em funcionamento foram dados para alunos de Ciência e Engenharia da Computação do Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco.

“É uma disciplina técnica de exercício prático dentro do currículo da formação acadêmica. Exigimos dos alunos a montagem e funcionamento da empresa, mesmo que ele não toque o negócio. Todas as startups têm site e um projeto operacional”, segundo me explicou por telefone o professor Cristiano Araújo que, junto ao também professor Geber Ramalho, capitaneia a disciplina Projeto de Desenvolvimento.

“Mas claro”, prossegue ele, “depois da montagem na universidade, os alunos são incentivados a manter o projeto como um negócio real. Alguns até encaminharam suas startups para a Porto Digital”, diz ele sobre a pequena cidadela de tecnologia situada em Recife.

Alunos de outros cursos foram incentivados a participar do projeto – inclusive de design, graças a uma parceria com o departamento dessa área de conhecimento da universidade.

Os empreendedores de cada projeto vão apresentar um pitch de dez minutos na próxima sexta-feira, dia 17, no anfiteatro do Centro de Informática da UFPE, numa iniciativa batizada de “Projetão Demo Day”.

Veja, abaixo, as empresas que se formaram nessa aula que ensinou a montar startups:

Carga Certa: fornece um sistema de comunicação direta entre caminhoneiros autônomos e transportadoras.

Dr. Plantão visa auxiliar o gerenciamento de plantões médicos através de um sistema próprio e completo.

 eSurg : Vem para facilitar a troca de informações entre equipes médicas sobre o estado de saúde dos pacientes internados.

Estudorama: traz uma maneira de filtrar resultados de busca na área de educação, economizando tempo e garantindo a qualidade dos resultados.

PontuE: é um sistema de pontuação online que busca estimular e melhorar o comportamento dos alunos em sala de aula.

Praz: auxilia o consumidor a encontrar os melhores preços

Stig: um serviço para ajudar o usuário a encontrar o melhor bar, pub ou boate na cidade.