O futuro dos negócios e da sociedade está na mão de uma startup brasileira, segundo o World Economic Forum, e de outras 35 empresas do mundo.

A Bug Agentes Biológicos foi a única daqui eleita como uma das startups de tecnologia mais inovadoras do mundo. Entre as empresas eleitas Technology Pioneers de 2014 – que serão anunciadas durante a Reunião Anual de Novos Campeões, em Dalian, na China, entre 11 e 13 de setembro – estão também Adtelligence, Agios Pharmaceuticals, AppNexus, Data4, EcoNation, Foundation Medicine, Nest Labs e Selecta Biosciences, entre outras.

Vale lembrar que a premiação também já revelou nomes como Google (2001), Mozilla Corporation (2007), Wikimedia (2008), Twitter (2010), Dropbox (2012) e SoundCloud (2013).

A Bug Agentes Biológicos é uma empresa que produz e comercializa agentes de controle biológico. Esses agentes são na maioria vespas que parasitam ovos das principais pragas das grandes culturas com a mais alta tecnologia.

Com sede em Piracicaba (SP) e uma unidade em Charqueada, a companhia possui um sistema próprio de produção e embalagem, permitindo o envio de material biológico para todo o território nacional e exterior.

“Somos pioneiros no uso de insetos para controle de pragas em plantações de soja e cana-de-açúcar. Para nós, é muito importante o reconhecimento de uma organização internacional como o World Economic Forum”, diz Diogo Carvalho, CEO da Bug, no comunicado.

Vale lembrar que a Bug tem investimento da SP Ventures, gestora regional São Paulo do Fundo Criatec, fundo de capital semente criado pelo BNDES e Banco do Nordeste e gerido nacionalmente pela Antera.