A questão da monetização das plataformas é o xis da equação para muitos empreendedores. E outros tantos enxergam na publicidade um meio de fazer o seu negócio crescer e gerar receita. Mas até onde você está disposto a ir com seus anúncios? Não é meu trabalho dar a resposta, mas sim trazer casos de quem está testando esses limites. É o caso da Helmet Midia, que montou seu negócio em cima da comercialização de espaço publicitário em capacetes de motofretistas.

Andar com um anúncio na cabeça parece um exagero, mas a novidade pode fazer diferença na vida de alguns motociclistas. Segundo a agência, os motoristas que têm menos multas e reclamações podem receber bonificações anuais de até R$ 7 mil –repare no “até”, já que a empresa não divulgou um valor mínimo. A companhia afirma que os anúncios são vistos por até 200 mil pessoas por dia na cidade de São Paulo, onde o negócio está passando por testes desde abril.

A Helmet também dá cursos de direção e reciclagem para quem está interessando, fornecendo equipamentos de segurança. “Cerca de 400 motofretistas estão cadastrados pela agência e circulam pela cidade. Cada participante exibe o anúncio 200 mil vezes ao longo dos 300 quilômetros percorridos diariamente, totalizando 4 milhões de visualizações por mês”, informa a Helmet Midia.

Os anúncios são vendidos em dois formatos: um na parte de trás do capacete (20 cm X 14 cm) e dois nas laterais (25 cm X 7 cm). Cada anunciante paga R$ 600 por mês para o motofretistas.

anuncios

E ai, você usaria um anúncio na cabeça enquanto estivesse no trânsito?

Foto: Lisandro M. Enrique