Paul Papadimitriou começou a vir para o Brasil junto com a primeira delegação Geeks On A Plane. Descobri isso quando ele disse que lembrava de mim de “uma festa em São Paulo” (era a Startuparty: geeks on beer, que promovemos em abril de 2011). As circunstâncias de nosso reencontro também eram de pleno networking de negócios e inovação, durante o Demo Day da aceleradora Papaya Ventures no Rio de Janeiro, mas desta vez ele era mais do que um convidado especial entre outros: ele foi o palestrante.

Mas quem é ele? Por que ele? Detentor de três nacionalidades (suíço, grego e finlandês), ele se diz residente em Londres mas viaja a toda hora para todos os cantos, pesquisando inovação in loco e ajudando empresas (como Alcatel-Lucent, Tumblr, TF1/LCI, SABMiller, Unilever, Poken, Allegro Group, IBM, Saba, União Européia) a se situarem nos dias atuais. Ele é um dos menores da Papaya e, em sua palestra, foi categórico quanto ao ritmo e as características da inovação no mundo, especialmente no que dizem respeito ao contraste entre os pequenos ágeis que aproveitam o estado da arte e os grandes que arrastam legados em busca de mais um pouco de eficiência.

Assista ao vídeo da palestra e acompanhe no ppt.