Uma das conversas mais interessantes que tive nos últimos dias foi com o Thiago Rondon. Eu já tinha encontrado com ele em São Paulo e San Francisco, mas foi só em Nova York (veja matérias relacionadas) que pude realmente conhecer a trajetória dele e da startup b-datum, que foi criada em maio de 2012 e recentemente recebeu um investimento de R$ 2,8 milhões da Haya Investimentos, de Marcelo Hayashi.

Antes de empreender com sua seguradora de dados b-datum, fornecendo “backup as a service”, Thiago já tinha atuado no setor de alimentação (mais especificamente, no de “coxinhas a 50 centavos”), no de cartuchos recarregáveis e no de combustíveis (teve um posto de gasolina). Bem capacitado em programação (chegou a contribuir para o kernel do Linux), ele já tinha aberto também uma fábrica de software, e foi neste contexto que identificou a oportunidade para a b-datum.

“Muitas empresas que atendíamos tinham problemas com seus backups. Muitas vezes, ficavam meses sem fazer. Outras vezes, danificavam ou perdiam os arquivos. Outras vezes, os arquivos davam problemas. Bancos de dados requerem formas específicas de compactação e são críticos para os negócios, mas esta não é a especialidade das pessoas. Para vários negócios, isto pode ser um problema muito mais sério do que para outros, pois necessitam entregar seus backups para auditoria”, ilustrou sobre o problema.

“Aí eu e meu sócio acabamos desenvolvendo uma solução, uma maneira de fazer isso de forma automatizada e inteligente. Fomos conversando com alguns clientes e acabou virando uma empresa”, relembrou. Hoje, a b-datum conta com clientes pagantes (em uma quantidade que não será publicada) e validou não apenas um produto diferente no mercado como também um modelo de negócio diferente.

“Distribuímos nosso produto como um módulo ativado dentro de sistemas mais complexos fornecidos por outras empresas. É bom para estas empresas, que ficam com uma solução mais completa, bom para o cliente, que não precisa se preocupar com mais uma tecnologia, e bom para nós, que contamos com ótimos canais de vendas”. O sistema funciona remotamente (“na nuvem”, sem precisar ser instalado) e o mercado alvo são as pequenas e médias empresas, como lojas, farmácias, postos de gasolina ou qualquer outro.

“A Haya Investimentos tem como objetivo prover capital e estratégia para empreendedores de ideias inovadoras e com grande potencial de crescimento, fornecendo infraestrutura e assessoria. Fizemos um aporte significativo de recursos na b-datum por acreditar na sua forte capacidade de expansão e expertise tecnológica”, afirma o investidor, Marcelo Hayashi.