Acostumado a ser sempre o que pede dinheiro, empreendedor? Prepare-se para ser mimado como cliente em potencial de uma leva de empresas que estão surgindo focadas nas suas necessidades. Será que vale a pena? Segura o cartão de crédito com força e veja a nossa lista de startups que têm como clientes outras startups:

Preço Forte

A plataforma ajuda empreendedores que precisam calcular seus preços de venda e ponto de equilíbrio financeiros. “A definição para exposição dos resultados foi determinada após um longo período de pesquisa e análise mercadológica. Assim, o portal Preço Forte foi criado para ser uma ferramenta que facilita a tomada de decisão na definição de Preço de Venda e do Ponto de Equilíbrio Financeiro para o seu negócio”, diz comunicado divulgado.

Foi criada com um investimento de R$ 150 mil e surgiu de uma parceria entre a curitibana Azulivre Soluções Web e Romeu Luciano de Campos, idealizador do projeto. Além de Romeu, são sócios do projeto Caio Schwartz e Rafael Camargo. Acesse aqui

Onda Local

Startup brasileira que ajuda pequenas e médias empresas a escalar seu negócio por meio de marketing digital. Criada em novembro de 2012, o serviço é mais voltado para as companhias que não têm uma equipe interna especializada na área de marketing. Leia mais aqui

ReachLocal

A americana abriu um escritório no Brasil neste ano e justifica sua chegada aos “altos níveis” de empreendedorismo local. A companhia também trabalha focada no marketing digital e tem Jose Coscelli como seu CEO local. Leia mais aqui

Soluto

Não é só contratar equipe. Depois disso, é preciso cuidar da infraestrutura tecnológica que os funcionários usam. A israelense Soluto quer ajudar pequenas e médias empresas a administrar seus PCs. Leia mais aqui

StartDireito

Flávio Picchi, advogado mestre pela USP, é dono do StartDireito, uma startup que presta serviços jurídicos aos empreendedores. Ele também cuida de um blog, que traz informações para empreendedores que se interessam por direito. Acesse aqui

Mais alguma startup por ai que quer prestar serviços a outras startups? Manifestem-se nos comentários :)

Foto: Caden Crawford/Flickr (Acesse o original)