Por essa, vocês já esperavam, não? Alguém ia pegar as novas demandas que surgiram com a PEC das domésticas e criar uma startup em cima da oportunidade. Trata-se da Pagga Domésticos, um serviço online para fazer a gestão de pagamentos dos funcionários da casa que dá mais transparência ao cálculo dos salários, horas extras e outros encargos da lei.

“A plataforma permite que os empregadores realizem, através de um boleto único, o crédito de salários e horas extras, recolhimento de encargos e contratação de benefícios, de acordo com a Emenda Constitucional no 72/2013, que iguala os direitos trabalhistas dos empregados domésticos aos de outras categorias”, diz comunicado divulgado pela startup, que afirma que o lançamento do produto junto com a lei foi uma “coincidência”, já que a ferramenta estaria sendo criada há dois anos.

O empregador que quiser usar o produto cria uma conta online e cadastra seu funcionário. O próprio sistema calcula os encargos de acordo com as informações inseridas e, alguns dias antes do pagamento do salário, é gerado o boleto único, com o valor dos salários, encargos e benefícios. Com a autorização do empregador, o Pagga Domésticos também credita o salário na conta do funcionário, recolhe impostos e carrega valores do vale transporte no cartão do usuário.

Os comprovantes das transações ficam, então, à disposição para consulta e impressão no site. “Somos uma ferramenta que beneficia o empregador e o empregado, já que para o primeiro eliminamos completamente qualquer dificuldade em calcular e pagar a folha de pagamento e, para o segundo, somos a segurança de que o salário, horas extras, INSS e FGTS serão recolhidos rigorosamente de acordo com a legislação e sempre no prazo”, disse Armando Ribeiro, CEO do Pagga Domésticos, segundo o comunicado divulgado.

A plataforma também pode ser usada para gerar documentos legais, como um contrato de trabalho, um termo de rescisão e uma folha de ponto.

Foto: John Allgayer Keppler/FLickr (Acesse o original)