Não sou economista, portanto meus comentários são os de um cidadão, atento ao que acontece na nossa economia, além de ser um investidor interessado em fazer meus investimentos crescerem.

Inflação alta nunca foi favorável a nada, em nenhum lugar do mundo. Minha geração cresceu com a inflação incomodando demais e prejudicando o crescimento do Brasil. Desde 1994, vivemos uma nova fase, com praticamente o fim da inflação e alguns anos de desenvolvimento econômico, embora com taxas de juros muito altas, que prejudicam demais novos investimentos.

A lógica é simples: com os juros altos, as pessoas tem a sensação que estão “ganhando” dinheiro com a aplicação no banco e pensam que nenhum outro investimento será melhor que a aplicação no banco. Dessa forma, novos investimentos em novos negócios ocorrem com menos freqüência e a economia não cresce tanto como poderia se tivesse juros mais baixos e menos especulativos.

O governo ainda usa a taxa de juros para controlar a taxa de câmbio, pois, com os juros altos, a tendência é que investidores estrangeiros tragam recursos de fora do país para aplicar aqui – e com a entrada de grande volume de dinheiro, a taxa de câmbio cai. Da mesma forma, quando o governo pretende elevar a taxa de câmbio, os juros são reduzidos propositalmente pois existe uma tendência que muitos investidores saiam e a taxa de câmbio suba.

De um anos para cá, com destaque para o governo Dilma, os juros vem baixando gradativamente e hoje atingimos o nível de juros mais baixo visto na história do país. Isso foi bom mas, ao mesmo tempo em que os juros caíram, a inflação voltou a assustar e hoje voltou a ser um problema – não tão crítico como foi no passado, mas requer muita atenção por parte do governo.

O resultado dessa combinação de juros baixos e inflação alta não beneficia nem investidores e muito menos empreendedores. Sem falar que prejudica demais o crescimento econômico do país em diversos setores.

E então, qual seria o melhor combinação de juros e inflação para atrair novos investimentos em novos negócios? Inflação baixa e juros baixos? Talvez sim, mas o fato é que inflação, ainda que baixa, é sempre prejudicial.

Esperamos que o atual governo possa controlar a inflação e voltar a fazer com que o país volte a crescer e os investimentos em novas empresas também!