Os anseios de Samir Iásbeck, fundador e CEO da Qranio, para o futuro da sua startup não são pequenos. Com duas novas parcerias em andamento, ele quer que a plataforma chegue a 1 milhão de usuários até o meio do ano –atualmente, são 60 mil.

Em uma conversa comigo na Campus Party, Samir falou sobre como pretende chegar à meta que estabeleceu para si. “Agora temos o Qranio via SMS, junto com a Vivo, e é uma das nossas plataformas para ultrapassar o 1 milhão”, contou. Segundo ele, a ideia de levar o game para o SMS surgiu de Daniel Cardoso, executivo que trabalha com estratégia na Vivo e é conselheiro do Qranio. “Ele já tinha outras experiências parecidas e pediu pra gente pensar em algo. Ele acreditou e nós conseguimos homologar isso dentro da vivo em um prazo inédito”, diz Samir. O lançamento do Qranio para SMS foi feito durante a Campus Party, com a presença de Antônio Carlos Valente, presidente da Telefónica.

Poderão usar o Qranio por SMS os clientes da Vivo que enviarem a palavra Qranio para 12138. No período de testes, as mensagens não serão cobradas, mas elas devem sair por R$ 2,99 por semana depois disso. O CEO da Qranio também afirma que a plataforma será toda integrada, para que o usuário possa começar jogando via SMS e continuar a mesma partida no Facebook.

Outra aposta rumo ao primeiro milhão de usuários é uma parceria com uma distribuidora de apps, conta Samir. Segundo ele, a empresa vai divulgar e distribuir o app da Qranio no Brasil e nos EUA. O CEO também adianta que a Qranio está negociando com dois grandes bancos nacionais para poder ensinar educação financeira aos clientes por meio da plataforma da startup.

Confira também: Trajetória startup: o caso de empreendedorismo da Qranio