Acabo de receber um comunicado sobre um portal que vai ser lançado amanhã! A Sympla é baseada no conceito “do tt yourself” usado por players internacionais como o Eventbrite. Ela foca em especial nos eventos de menor porte, que normalmente não encontram canal para essa logística.

É interessante que todo o site é feito em cima da ideia de WYSIWYG, ou seja, todos os campos são de fácil visualização, priorizando a usabilidade da plataforma.

Confira o comunicado:

Gerenciar a venda de ingressos pela internet e facilitar a organização de eventos de pequeno e médio portes é o principal objetivo da Sympla (www.sympla.com.br). A primeira plataforma online do País, que se utiliza do conceito faça você mesmo, do inglês do it yourself, será lançada nesta quarta-feira (14/12). Buscando corrigir a principal deficiência neste setor, que é unificar toda a logística na venda de ingressos, controle de participantes e divulgação, a nova empresa oferece total autonomia ao organizador do evento, com liberdade para alterar qualquer tipo de detalhe, utilizando ferramentas simples e intuitivas.

Para Rodrigo Cartacho, co-fundador da Sympla, o grande diferencial da plataforma é garantir a criação de um evento em cinco minutos. “O ideal da empresa é a simplicidade. Com quatro cliques é possível desenvolver um evento próprio, estipulando número de participantes, convites, local e divulgação com as redes sociais. Além disso, a plataforma busca a democratização das vendas de ingresso pela internet, tendo o evento dez ou mil participantes, em qualquer localidade no Brasil”, explica.

Com grande força nos Estados Unidos, o conceito de faça você mesmo para o setor de ingressos online é uma grande aposta para o mercado brasileiro. “Percebemos o potencial de crescimento deste nicho, enquanto pesquisamos no exterior, que demanda de uma plataforma simples e funcional. Os players no Brasil centralizam apenas nos eventos de grande porte, perdendo um enorme percentual”, afirma o executivo da Sympla.

Além disso, a plataforma busca unificar toda a logística necessária para realização de um evento. Segundo Cartacho, o risco em criar um evento pela Sympla é zero, pois somente é feita a cobrança na concretização da venda. “Trabalhamos no gerenciamento de todo o processo de recebimento dos cartões de crédito. Desta maneira, eliminamos qualquer tipo de burocracia existente para o usuário”, aponta.

De acordo com o co-fundador, a autogestão permitida pela plataforma é uma grande novidade no mercado de ingressos online. “O lançamento da Sympla possibilita que eventos antes controlados de maneira informal alcancem à internet como ponto de venda e administração, dando ao evento maior visibilidade e profissionalismo”, ressalta. “Com aproximadamente 200 milhões de pessoas vivendo em pouco mais de 8,5 milhões de quilômetros quadrados, é impossível afirmar quantos eventos ocorrem anualmente no Brasil. Podemos apenas afirmar que grande parte deles encontra o mesmo problema em sua realização: o gerenciamento e a venda de ingressos, conclui.

Sobre a Sympla

Plataforma pioneira, que traz ao País o conceito de faça você mesmo para internet, a Sympla (www.sympla.com.br) permite a organização e autogerenciamento de eventos de qualquer porte, desde o controle de participantes, vendas de ingressos e gestão de pagamento. Fundada por Marcelo Cartacho e David Tomasella, com experiência no Banco Interamericano de Desenvolvimento, BID; e Rodrigo Cartacho, com experiência em comunicação e tecnologia, a empresa surgiu da experiência dos executivos no exterior, que perceberam a demanda por um canal de ingressos online para eventos de menor porte.