A Apple comunicou que seu co-fundador, o icônico Steve Jobs, faleceu hoje em Palo Alto, na California, onde residia.

Jobs enfrentava um câncer, que já tinha operado em 2004, passado por um transplante em 2009 e já tinha se ausentado do trabalho como CEO por três vezes, antes de passar o comando oficialmente para Tim Cook, em agosto.

A história profissional ímpar de Jobs iniciou em 1976, em uma garagem, quando, com o amigo de Ensino Médio Stephen Wozniak. Além da Apple, Jobs foi responsável pelo sucesso da Pixar.

Veja na linha do tempo dos produtos da Apple, na CNN Money, como a empresa tornou-se a mais valiosa do mundo, com US$ 350 bilhões.

Sites fazem homenagens; BoingBoing muda completamente de layout, relembrando uma interface antiga de Macintosh (possivelmente a primeira interface desenvolvida por Jobs).

Familiares e personalidades da indústria, como Mark Zuckerberg, fazem declarações sobre Jobs no BusinessInsider.

Fã propõe que todos usem calça jeans e camiseta preta amanhã:

Leia matérias enormes sobre isso no iGno New York Times, na Wikipedia.

O TechCrunch publicou a mensagem que Cook enviou à equipe:

“Pessoal,

Tenho notícias muito tristes. Steve faleceu hoje cedo.

A Apple perdeu um visionário e um gênio criativo, e o mundo perdeu um ser humano impressionante. Aqueles de nós que foram sortudos o suficiente de conhecer e trabalhar com Steve perderam um amigo querido e um mentor inspirador. Steve deixa uma companhia que apenas ele poderia ter criado, e seu espírito vai ser para sempre o fundamento da Apple.

Estamos planejando celebrar a vida extraordinária de Steve para os funcionários, a acontecer em breve. Se você quiser compartilhar alguma ideia, memórias e condolências, simplesmente envie um email para rememberingsteve@apple.com (“lembrando de Steve”).

Nenhuma palavra pode expressar adequadamente nossa tristeza pela morte de Steve ou nossa gratidão pela oportunidade de trabalhar com ele. Vamos honrar sua memória ao dedicarmo-nos na continuação do trabalho que ele tantou amou.

Tim