Startupi é parceiro de mídia de um programa de aceleração chamado StartupFarm, promovido pelo Instituto Inovação. As inscrições para a primeira turma, em São Paulo, já estão abertas.

A cena do empreendedorismo digital no Brasil está cada vez mais rica. Desta vez, um programa de aceleração inédito chega ao país. O Startup Farm promete criar a acelerar startups digitais em 30 dias. O programa acontece em várias cidades do Brasil, começando por São Paulo, que já está com inscrições abertas.

O programa reúne até 50 empreendedores em um espaço de co-working (trabalho colaborativo), que durante um mês, vão expor suas ideias e desenvolvê-las, com ajuda de mentores com experiência no mercado digital. Em São Paulo, o programa será realizado no The Hub, espaço de trabalho compartilhado que fica no bairro da Consolação.

A iniciativa aborda temas como lean startups, formação de equipe, estudo de mercado, modelagem de negócio, teste de conceito, elaboração de protótipo, relação com investidores e capital de risco, além da elaboração de €œpitches€ para apresentação da ideia. €œTudo começa num sábado, quando são formadas as equipes, e termina 30 dias depois, com uma apresentação das startups para uma banca formada por investidores€, explica Felipe Matos, sócio do Instituto Inovação, realizador do programa e facilitador-lí­der do Startup Farm.

€œUsamos metodologia vivencial, em que empreendedores assumem na prática a gestão da startup e são auxiliados por mentores experientes em um processo intenso, que dura um mês€, afirma Felipe.

O Startup Farm foi baseado em programas de aceleração de startups praticados na região do Vale do Silício, nos EUA. €œEstivemos visitando incubadoras e aceleradoras do Vale e trouxemos o modelo para o Brasil, de forma adaptada a nossa realidade. Por aqui, os empreendedores precisam de ainda mais apoio e suporte que lá, onde o mercado é mais maduro€, conta Felipe.

A DIN‚MICA

Cada semana há uma tarefa específica e as atividades são intercaladas com depoimentos de empreendedores de sucesso e tópicos de conteúdos relevantes para o desenvolvimento da startup. Ainda segundo o realizador, €œtudo é feito de forma prática, usando como material de trabalho as próprias startups que estão sendo criadas. ɉ uma imersão de gestão na prática e os resultados que surgem em 30 dias são muito expressivos€.

Um dos destaques do programa são os mentores. O Startup Farm conta com investidores, empreendedores de sucesso e profissionais especialistas em áreas como gestão ágil de desenvolvimento, e-commerce, aplicativos móveis, finanças, modelagem de negócios, dentre outras. €œNossos mentores são referências em suas áreas de atuação e poderão aportar muita experiência e conhecimento nas startups do programa€, afirma Felipe.

Podem participar empreendedores de todas as idades, que desejam criar ou já possuem uma startup em fase de conceito (estágio inicial, sem geração de receita). Felipe explica: €œbuscamos empreendedores com áreas de formação e experiência complementares. Queremos mesclar o perfil mais técnico, com pessoas da área de gestão, uma grande carência nesse tipo de empreendimento€.

A final do programa acontece no dia 19 de setembro, em um evento aberto à comunidade, quando as startups geradas serão apresentadas para uma banca de investidores e especialistas.

A inscrição no programa pode ser feita pela internet, no www.startupfarm.com.br e custa R$ 2,2 mil por empreendedor. Há descontos promocionais para inscrições até dia 05/08 e os valores podem ser parcelados em até 18X no cartão de crédito.

Twitter: @startupfarm – Hashtag: #startupfarmsp


SOBRE OS REALIZADORES

O programa é uma realização do Grupo Instituto Inovação, e conta com apoio da Microsoft, Inventta, Inseed Investimentos, The Hub São Paulo, Associação Brasileira de Startups, ReadWriteWeb, Startupi e Brazil Innovators.

O Instituto Inovação é um grupo empresarial que atua há 9 anos na promoção e gestão da inovação tecnológica no Brasil e América Latina, com escritórios em 7 cidades brasileiras e em Bogotá e Cali, na Colômbia.

O grupo controla duas empresas:

  • Inventta: uma consultoria em gestão da inovação, com atuação em áreas como estratégia, cultura e educação, recursos financeiros, tecnologias e competências, estruturas e processos.
  • Inseed: uma gestora de fundos de investimento, que é co-gestora entre outros, do Fundo Criatec, maior fundo de capital semente do Brasil, com R$ 100 milhões para investimentos em empresas nascentes de base tecnológica.

FELIPE MATOS

Felipe Matos é sócio-fundador do Instituto Inovação. Empreendedor serial, fundou sua primeira startup aos 16 anos, a Girando, que criou o primeiro portal de internet móvel da Am mentor e conselheiro de startups, investidor anjo e os 16 anos, a girando. Foi CEO da Comunipporma adaptada América Latina. Foi CEO da Comunip, empresa de tecnologias em telefonia. ɉ mentor e conselheiro de startups, investidor anjo e entusiasta da cultura startup e da vida digital.

Mais informações:

inovacao