Este texto foi enviado para publicação.

O que você faria por R$ 10? A pergunta é o mote do Trampoo, primeiro portal/rede social do Brasil a explorar um novo nicho de e-commerce: o de micro-serviços.

A ideia é um empreendimento da Ideem, empresa de internet paranaense que tem no portfólio sites como o MoraComigo, primeiro portal de moradias coletivas do país. Sua proposta é simples: qualquer serviço é válido como oferta no site desde que possa ser contratado por R$ 10.

E, por dez reais, encontra-se de tudo: de trabalhos menos convencionais até trabalhos realizados por profissionais muito qualificados. Designers gráficos, experts em redes sociais, conselheiros, tarólogos, programadores, viajantes e empreendedores são apenas alguns dos perfis a oferecer serviços no Trampoo. São “Trampos” (nome dado aos serviços oferecidos no portal) como o desenvolvimento de um belo design para um cartão de visitas ou alguém que se dispõe a escrever seu nome na própria testa e circular por aí por R$ 10. “A gente vê de tudo. Mas as ofertas que mais emplacam em geral são serviços digitais ligados à própria internet”, diz Cledson Faust, sócio-fundador do Trampoo.

Outros exemplos:

  • Eu faço tratamento digital de imagens por R$10.
  • Eu envio um cartão postal das Cataratas do Iguaçú por R$ 10
  • Eu vou cantar “Parabéns pra você” com a voz do Lula no telefone por R$10.
  • Eu vou escrever um discurso para uma ocasião especial por R$10
  • Eu vou chamar você em determinado dia e hora para arrancar de uma reunião chata por R$10
  • Eu vou Ensinar Cantadas por R$10
  • Eu vou fazer qualquer tipo de digitação de até 20 páginas por R$10

Essa é apenas uma amostra do que vem por aí. O Trampoo é uma plataforma que pode servir virtualmente para qualquer coisa – pelo menos para qualquer coisa que possa custar R$10. Para alguns usuários, ele pode ser uma nova fonte de renda. Para outros, uma oportunidade de comprar serviços úteis ou divertidos.

Com mais de 10 mil usuários apenas um mês após o  lançamento (em setembro de 2010), o Trampoo tem tudo para repetir no Brasil o sucesso de sites como o americano fiverr.com, (tudo por US$5), que em apenas 6 meses se tornou um dos sites mais acessados da Web em todo o mundo. “O brasileiro tem um perfil empreendedor muito acima da média mundial”, afirma Faust. “O nicho de micro-serviços do e-commerce tem um potencial enorme dentro do Brasil.”

Para mais informações, acesse: www.trampoo.com.br

.

.

Quer ver seu texto no Startupi?

Para facilitar e agilizar a divulgação de informações sobre sua startup, por favor, ao entrar em contato, envie o texto sem formatação; tente responder o máximo de curiosidades sobre o perfil tecnológico e comercial do projeto e do empreendedor; forneça links para os sites mencionados e conteúdo multimídia.