Finalizei o protótipo, inscrevi no concurso da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET) e ganhei o primeiro prêmio de melhor inovação -€“ interatividade para TV Digital 2010. Busco investidor.

Este texto foi enviado para divulgação.

A Roda dos Gêneros da TV Digital, um software aplicativo de menu da programação baseado nos gêneros dos programas, ganhou o Prêmio de Melhor Inovação – Interatividade para a TV Digital em 2010, no Congresso Brasileiro de Engenharia de Televisão promovido pela Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET) de 24 a 27 de agosto de 2010, em São Paulo. O projeto coordenado pelo Dr. José Carlos Aronchi é um dos consorciados do XPTA-Lab, Laboratório Natalnet – UFRN, com financiamento do Ministério da Cultura.

Assista aos vídeos com entrevistas sobre temas do evento.

Ter o reconhecimento da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão de que a Roda dos Gêneros é a melhor inovação de interatividade para a TV Digital em 2010 é um marco na área. Foram 9 finalistas pré-selecionados para disputar o prêmio e o projeto venceu com a unanimidade dos votos do júri formado por representantes das principais emissoras do país. Também foi o projeto mais votado pelo júri popular que assistiu à exposição. A entrega do prêmio aconteceu no dia 26 de agosto, quinta feira, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

SOBRE O AUTOR

José Carlos Aronchi é, atualmente, consultor de conteúdo digital da célula do EAD – Educação a Distância, do Departamento de Expansão da Rede do Sebrae-SP e professor no curso de Produção Multimí­dia do Senac-SP. Doutor em Comunicação pela ECA/USP, tendo sido professor do curso de Radialismo do DECOM/UFRN, de 2006 a 2008. Mais sobre o autor.

O QUE SIGNIFICA?

O prêmio demonstra que o mercado reconhece a Roda dos Gêneros como um produto altamente inovador porque altera o design e o conteúdo dos menus das emissoras de televisão e dos guias de programação (EPG). ɉ importante esse reconhecimento porque evidencia que a Academia está à frente do mercado e pode contribuir muito com as inovações nessa fase de implantação da TV Digital.

Além de ganhar o Edital XPTA-Lab, a equipe do projeto recebe um prêmio oferecido por uma entidade de mercado, as emissoras de televisão, que valida tudo que vem sendo desenvolvido dentro do referido projeto.

RESUMO

No mundo inteiro, as emissoras de TV transmitem diariamente milhares de programas de televisão. As maneiras convencionais de conseguir informações sobre a programação do dia são através do jornal e da internet. Com o Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD) e a possibilidade de interatividade, é possível desenvolver aplicações que substituam o jornal e a internet, fazendo o papel de menu da programação das emissoras. Para isso foi desenvolvida a Roda dos Gêneros da TV Digital.

Baseada em tecnologia totalmente brasileira, através das linguagens de programação Lua e NCL, essa aplicação funciona como um catálogo da programação das emissoras podendo inclusive agir como um mecanismo de filtro, com base em informações fornecidas pelas emissoras e avaliadas pelo telespectador. Além de funcionar como catálogo dos programas das emissoras, a aplicação Roda dos Gêneros da TV Digital, funciona como um termômetro da programação, enviando para as emissoras os dados sobre os gêneros de programas mais consultados.

Uma segunda utilização da aplicação será na web, no auxílio à produção de programas televisivos, isto é, através das mesmas rotações e seleções mencionadas acima, o produtor de TV terá acesso a estimativas de custos para um dado programa com um perfil específico de gênero, formato, forma de transmissão etc.

HISTÓRICO

Tudo começou com dissertação mestrado de Aronchi sobre gêneros e formatos na televisão brasileira, defendida em 1996, depois publicada pela Editora Summus em 2004 com o mesmo nome. Em 2006, o livro foi adaptado para uma série de 5 programas de televisão pela TV Escola do MEC, para fomentar a discussão de produção de programas com os professores da rede pública.

Em 2007, o Ministério da Justiça utilizou a descrição para identificar os gêneros para o desenvolvimento da Classificação Indicativa da Faixa Etária dos Programas de Televisão, até hoje de exibição obrigatória a todos os programas de TV. Com várias sugestões oriundo desses desdobramentos e aproveitamento, Aronchi fez uma representação gráfica com uma cartolina recortada em círculos, com os vários gêneros e formatos dos programas baseados no livro.

Com a obtenção dos recursos do Ministério da Cultura pelo financiamento do XPTA.LAB coordenado pela UFRN, o projeto foi desenvolvido com o uso de Tecnologias da Informação e o protótipo foi apresentado no concurso da SET e recebeu o prêmio Melhor Inovação, com a unanimidade dos votos. O Roda dos Gêneros é o único projeto, dos doze consorciados, a ser coordenado por pessoa física. Os demais são de universidades.

SOBRE O XPTA.LAB

XPTA.LAB – Laboratório de Excelência em Desenvolvimento de Aplicativos para Produção Edição e Difusão de Conteúdos Audiovisuais pela Internet e TV Digital, é a reunião de 12 projetos consorciados sob a coordenação da UFRN. O coordenador é o Prof. Dr. Luiz Marcos Garcia Gonçalves, Laboratório Natalnet – UFRN, com vice-Coordenação: Prof. Dr. Aquiles Burlamaqui , Laboratório ECT – UFRN.