Faz tempo que nós, startupeiros e startupistas já sabemos que nada é melhor do que as mídias sociais para se conversar de inovação e inovar em conversação. Agora, parece que a indústria brasileira em geral está convencida da importância de a inovação ser inclusiva, participativa, aberta, emergente.

Foi isso o que imaginei quando soube de umas novidades sobre o Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria, e é para verificar isso que eu confirmei minha presença no evento, que inicia nesta quarta-feira, 19 de agosto no World Trade Center, em São Paulo.

Talvez seja algo assim o que indica a atitude da Confederação Nacional da Indústria (CNI), ao adotar uma estratégia consistente de mídias sociais em torno desta 3ª edição do congresso. Ou talvez seja uma forma de se atualizar, fazer como os outros – o que tem um valor bastante notável por se tratar de uma reunião da classe patronal mais consolidada do país. De qualquer forma, o que o evento oferece é a possibilidade de os internautas serem ouvidos, terem suas dúvidas sanadas, suas inquietações compreendidas.

Afinal, o que há de novo?

Por meio da cobertura digital, o internauta poderá assistir e discutir, em tempo real, de que forma a inovação pode funcionar como diferencial competitivo em mercados cada vez mais complexos e exigentes. Também será possível entender a real capacidade que a indústria tem de inovar e se reinventar para superar os efeitos da crise econômica mundial e contribuir para o desenvolvimento econômico e social do país.

Por ocasião do evento, a Confederação criou estratégias para disseminar a importância da inovação na cultura empresarial. Os canais de debate funcionarão nas redes de relacionamento mais utilizadas hoje pelos brasileiros (Twitter, Facebook e Orkut) e serão lançadas durante o evento.

Manifesto pela Inovação será lançado no evento

O 3ª Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria deve reunir 600 participantes, dentre eles o presidente da CNI, Armando Monteiro Neto, que falará sobre a importância da inovação na indústria. Além disso, haverá o lançamento do Manifesto pela Inovação, documento que apresentará a posição e as sugestões da indústria frente aos desafios da agenda de inovação. O manifesto será entregue ao Presidente da República.

Profissionais globais estarão compartilhando experiências

O congresso também terá a participação de renomados palestrantes internacionais como Rowan Gibson, executivo de estratégia de companhias como General Electric e Procter & Gamble, e Nancy Tennant, vice-presidente de liderança estratégica da Whirlpool, além de reunir as principais lideranças empresariais brasileiras, como Pedro Wongtchowsky, do Grupo Ultra, Jorge Gerdau, do Grupo Gerdau, e Adilson Primo, da Siemens.

Internauta interessado em inovação deve clicar e teclar

Os interessados em acompanhar o 3ª Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria podem acessar o portal www.cni.org.br/inovacao. Para os internautas que queriam debater sobre os temas abordados nos painéis e esclarecer dúvidas, a CNI criou perfis no Twitter, no Orkut e no Facebook.

Paralelamente, surge uma iniciativa independente

Ao pesquisar sobre a Mobilização Empresarial pela Inovação, encontrei a seguinte apresentação.