* Por Bruno Perin

Eu perderia as contas se fosse dizer quantas vezes ouvi e li discussões sobre esse assunto – motivação empreendedora. Desde o preconceito que existe com quem visa estimular os outros a empreender até de fato do que realmente funciona.

Somos complexos a ponto de não nos entendermos

Tem uma frase fascinante na abertura do livro do Alex Born que relata essa loucura que é o ser humano – se o cérebro humano fosse simples o suficiente para compreendermos, nós seriamos simples o suficiente para não conseguirmos entendê-lo de fato. Se fôssemos inteligentes o suficiente para entender nossas mentes, elas seriam ainda mais complexas a ponto que não conseguiríamos.

Em resumo, somos muito complexos e possivelmente jamais nos entenderemos completamente. E uma das questões que tanto “atrapalha” isso é a emoção.

Temos tantos sentimentos que mudam e geram decisões tão drásticas e incongruentes que seguidamente ficamos frustrados tentando entender nossas atitudes e não atitudes. Não é à toa que este é um tema constante no empreendedorismo, a vontade de empreender alinhado a ação, esse passo que parece pequeno, mas é imenso.

Precisamos de motivação

O fato é que a maior parte das nossas ações tem a ver com a nossa motivação, crença, inspiração. Uma ideia que se usa muito na Programação Neurolinguística é que a mente consciente direciona, mas a inconsciente que dá energia para ação e isso se refere justamente as emoções.

De uma forma mais simples, você pode pensar muito bem e tomar uma decisão totalmente racional para onde quer ir, porém para começar a se mexer, precisa de fatores não lógicos – emoção e sentimentos.

O sonho da economia, estatísticas e todos que trabalham com previsão seria que fôssemos racionais a esse ponto e assim, “adivinhar” o futuro seria muito mais certeiro. Porém não é, justamente pelo ser humano ser complexo a ponto de precisar das suas emoções.

Muitas vezes até as emoções direcionam mais as nossas vidas do que a razão (você deve conhecer algumas pessoas assim). O problema é o baixo entendimento que existe sobre isso. O ser humano precisa de motivação para agir, é a emoção nesse ponto que gera força que movimenta – isso é um fato!

Então é idiota você dizer que motivação é balela, sendo que cientificamente foi provado que não. A dificuldade é que as pessoas precisam compreender a motivação, o que de fato esperar dela e como funciona para usarem da forma correta e pararem de cometer gafes. “Nenhum grande feito foi realizado sem uma grande crença por trás.”

A Montanha Russa

Ninguém é 100% motivado ou desmotivado, ela vem em ciclos devido a mudanças na sua mente, corpo, crenças, mundo a sua volta, pessoas e muitas outras coisas. O fato é que a motivação é uma carga de crença muito forte que busca te levar a ação.

Essa questão é fundamental – a motivação serve para lhe provocar a agir, seja vendo um vídeo, uma palestra, uma frase, um conselho… ela não é o objeto em si, mas uma energia.

Agora, a ação ou não ação proveniente disso é uma outra história que depende de cada pessoa e não do objetivo que foi responsável por despertar esse êxtase.

Não esqueça que ela é finita, com o passar do tempo ela passa e precisamos de novas cargas, outras coisas que lhe deem esse estimulo e isso não é apenas de uma maneira, a fonte precisa constantemente mudar.

Essas formas iniciais citadas por exemplo são ótimas para os primeiros passos, no entanto, um dos maiores erros das Startups que vejo hoje e gera muita briga é justamente a não atitude. Uma energia inicial que não se transforma em nada.

Esta é uma história muito interessante sobre usar uma inspiração inicial de 30 dias – Como 30 Dias Podem Mudar Seu Conhecimento E Motivação Para Empreender Com Startups.

A grande briga

Temos uma briga absurdamente desnecessária no país. Muita gente critica quem trabalha para estimular outras pessoas a começar um negócio, relatando que não é prático. O que é importante aprender disso:

1 – Motivação e inspiração são fundamentais

É humanamente impossível você fazer algo sem ter ambos, então querer apenas coisas práticas acreditando que isso resolveria os problemas é de uma falta de conhecimento assombrosa e ridícula.

A regra 1% inspiração e 99% transpiração é absurda, com apenas 1% de inspiração você não consegue gerar nem 15% de atitude (transpiração), ela não faz sentido nenhum! Você precisa acreditar e ter vontade para agir.

2 – Só motivação não é suficiente

Aqui muita gente está certa apenas animar as pessoas a fazer, sem dar boas bases e gerar ações não adianta. Pois as pessoas se empolgam, mas isso precisa virar algo. Portanto, a energia apenas por ela, jamais construirá algo sozinha, precisa ser combinada a atitudes.

O que tem dado muito problema, e vejo acontecer seguidamente são pessoas que desenham e adoram suas ideias, mas ao longo do tempo, perdem esse ânimo de fazê-la acontecer e acabam desistindo, ou querendo planejar mais, pensar mais.

A ação tem uma grande motivação.

O poder da ação

Várias vezes quando eu vejo isso falo para as pessoas, agora você precisa do ânimo da ação. Começar a ver as coisas acontecerem, o movimento, aprendizado, o envolvimento para que de fato aquilo que você pensou se transforme em realidade, vai gerando novas motivações para continuar adiante. Eu suma estar construindo algo que você sabe para onde vai gera grandes estímulos na sua mente.

O que atrapalha é:

  • não fazer,
  • não saber para onde está indo,
  • não acreditar.

O grande objetivo com este artigo é lhe mostrar o seguinte, você vai precisar de motivação constantemente e isso é científico, se você não queria que fosse assim brigue com Deus, Natureza, Buda ou o que você acredite que lhe criou, mas é assim que funciona independentemente da sua vontade.

Essa motivação vai ter ciclos, portanto é natural que você busque diferentes formas de lhe inspirar, pois o cérebro tem a grande habilidade de lhe acostumar a tudo, inclusive até o que lhe gera essa energia.

Acredite no poder da ação, o movimento gera energia na sua mente e ela é extremamente poderosa, não pode ser única, mas certamente é a mais importante junto do porque você faz isso (propósito).

De fato, não importa o que fale, todos sabemos que você, eu e qualquer ser humano precisa motivação, a forma que isso acontece pode ser debatida, mas vai de pessoa a pessoa.

Acredite e faça esse é o segredo para coisas incríveis acontecerem, só acreditar ou só fazer jamais será suficiente e tão pouco sustentável.

Este vídeo complementa a ideia do artigo:


Bruno PerinBruno Perin, um cara Free LifeStyle, empreendedor, consultor, palestrante e escritor. Autor do livro – A Revolução das Startups. Pioneiro na combinação dos conhecimentos em Startup, Empreendedorismo, Marketing e Comportamento Jovem alinhado a Neurociência. Busca das formas mais diferentes, malucas e inusitadas possíveis desenvolver pessoas e negócios que façam a diferença no mundo, de jeito divertido, valorizando a vida e o agora.