* Por Cláudia Mamede

Muita coisa que sabemos, por experiência ou por estudos, nos parecem claras e óbvias, mas muitas vezes esquecemos de compartilhá-las, superestimando ou subestimando o outro.

Se tem uma lição que aprendi no empreendedorismo é que devemos compartilhar tudo, principalmente conhecimento. É como acampar! Eu, como acampo desde criança com meus pais, gosto dessa comparação: quanto mais você compartilha, mais você tem!

Quando você está montando a barraca, por mais que você pense em todos os detalhes e faça uma lista – porque já é experiente e sabe que não vai pode esquecer nada – algo acaba fazendo falta. Pode ser um martelo ou mesmo uma dica do melhor lugar, é como se o conforto da palavra do outro, por mais que você saiba a resposta, te desse a certeza do melhor caminho!

Para empreender é preciso de tudo isso: organização, vontade, estudo e principalmente pessoas com quem partilhar conhecimentos e principalmente trocá-los. O que pode parecer óbvio para mim, que sou uma pessoa de comunicação, pode não ser para aquele amigo que é especialista em finanças ou é um dentista, mas que pode trocar comigo conceitos de planejamento. Para eles pode parecer óbvio mas para mim é algo novo! Tudo pode acrescentar, e se for ajudar, por que não dizer?  Dar a dica, dizer o óbvio às vezes ajuda.

Há muitas barreiras morais que emperram os processos de vida e a pessoa não sabe porque as coisas não andam ou “desandam”. Porque há aquele que acredita que se contar sua ideia vai ser copiada, que é melhor guardar o segredo “do universo” só para ele.

Há outro que não conta o que sabe porque fez muitos cursos e pagou caro por aquilo e não sai oferecendo de graça por aí! Mas, essas pessoas se esquecem que o melhor do ser humano está na troca, no doar! É claro que não é para sair falando a esmo, mas abrir o coração e a mente para as pessoas que estão na mesma trajetória que você, que sabem o que você é e onde quer chegar, é como “unir forças” e atrair boas ideias para você mesmo!

Pergunte para as pessoas de sucesso se elas guardaram segredo do seu negócio? Ou se ficaram se escondendo quando alguém pedia ajuda ou mentoria para eles? Tenho certeza que não! Pessoas de sucesso são generosas e é isso que as fazem especiais e merecedoras de uma grande caminhada.

Temos o segredo, temos o poder, só precisamos parar de cavar na busca pelo tesouro, sendo que muitas vezes basta apenas olhar para cima ou ao redor.  Como dizia o poeta, muitas vezes as borboletas que buscamos nos jardins dos outros podem vir até o nosso, basta plantarmos as nossas flores que elas virão! Afinal, há borboletas para todos, assim como oportunidades!


Claudia Mamede Canal RMECláudia Mamede, jornalista, roteirista, escritora graduada em comunicação social com ênfase em Jornalismo pela PUCCAMP. Empreendedora há mais de 5 anos, ex-sócia da PitchCom, diretora, colaboradora e mentora da Rede Mulher Empreendedora desde a fundação e curadora da Virada Empreendedora e do Fórum Empreendedoras.