A Algar, por meio de sua iniciativa de Corporate Venture, vai investir no Fundo BR Startups, criado pela Microsoft Participações e gerido pela MSW CAPITAL. Com a entrada do Grupo Algar, o Fundo se fortalece na missão de apoiar o desenvolvimento do ecossistema brasileiro de empreendedorismo, fomentar a inovação no País e viabilizar a continuidade do ciclo de investimento e desenvolvimento de startups. A seleção para próxima rodada de investimentos, com o apoio da Algar e outros investidores, acontecerá em 2017. Para participar, os interessados deverão consultar o regulamento e se inscrever pelo site a partir de hoje.

O BR Startups é atualmente o principal veículo brasileiro de estímulo à inovação externa, por meio da atividade de Corporate Venture, contando com grandes investidores como a própria Microsoft Participações, o Banco Votorantim, a Monsanto, a Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (AgeRio), a ES Ventures e a Qualcomm. Os investimentos são direcionados a empresas no estágio de pós-aceleração, ou que já tenham um modelo de negócio validado, porém com porte ainda insuficiente para atrair o interesse de investimento de fundos de Venture Capital “Série-A”.

“O Fundo BR Startups tem recebido aporte de grandes empresas que são referência em suas áreas de atuação, ampliando as áreas temáticas para investimento e contribuindo para o desenvolvimento econômico em diversos setores no país. Agora, com a participação do Grupo Algar, além de telecomunicações, tecnologia da informação (TIC), agronegócio e serviços, o setor de turismo passa a ser alvo de interesse do fundo também”, comenta Franklin Luzes, COO da Microsoft Participações.

Entre as áreas de interesse, o fundo busca soluções inovadoras baseadas no uso de tecnologia da informação em: Cloud, Big Data, mobilidade urbana, agritech, fintech, educação, saúde, energia limpa, e segurança pública.

O investimento no BR Startups faz parte das ações da Algar Ventures, iniciativa de Corporate Venture Capital e grande aposta para aproximar o Grupo do ecossistema de inovação disruptiva. Desde a criação da iniciativa, o Grupo tem atuado ativamente com inovação por meio de contato com incubadoras de universidades, aceleradoras e fundos de Venture Capital, buscando promover a ponte entre este ecossistema e as empresas do Grupo. “Queremos antecipar tendências, buscar inovação disruptiva e gerar novas oportunidades de negócio para o Grupo. Acreditamos que, além dos investimentos, a diversificação do nosso portfólio de negócios será a principal motivação para a atração das startups”, garantiu o vice-presidente de Estratégia e Inovação do Grupo, Clau Sganzerla.

Fundado em 1930 e com atuação em todo o Brasil, México, Colômbia, Argentina e Chile, no Grupo Algar trabalham cerca de 23 mil pessoas servindo quase 2 milhões de clientes nos segmentos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Agronegócio, Serviços e Turismo em mais de 1.000 cidades. Assim, o interesse do Grupo está direcionado a empresas que tenham atuação em uma das áreas do seu portfólio de negócios.

Mais do que o investimento financeiro, as empresas poderão dispor da experiência dos principais executivos do Grupo na mentoria e orientação dos negócios. Além disso, poderão contar com apoio operacional e tecnológico e business networking nos mercados em que o Grupo atua.

Para Moises Swirski, gestor do Fundo BR Startups, “a entrada da Algar fortalece e consolida a natureza única multi-corporativa e multi-agente do BR Startups onde o desenvolvimento de startups inovadores é impulsionado pelo aporte financeiro e, principalmente, pelo aporte da competência e acesso a network de empresas líderes em seus negócios”.