A Votorantim Metais, empresa que atua nos segmentos de mineração e metalurgia, lançou nesta segunda-feira ( 21), seu programa nacional de apoio a empreendedores. A iniciativa, batizada de Mining Lab, irá selecionar startups interessadas em desenvolver soluções tecnológicas aplicáveis nas operações da empresa.

O programa prevê a escolha de 20 projetos e conta com o apoio da FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), que atuará na captação das startups e no acompanhamento e avaliação das atividades. No primeiro ciclo, os temas de desenvolvimento vão se concentrar nas áreas de Nanotecnologia e Energias Renováveis.

A Votorantim Metais adota o modelo de inovação aberta como estratégia para o desenvolvimento de tecnologias por meio de parcerias com diversas instituições de pesquisa. O projeto Mining Lab abre a mesma possibilidade para as startups. “Queremos ter startups como parceiras no desenvolvimento de tecnologia de ponta aplicada à indústria de mineração e metalurgia. Vamos dar a esses empreendedores um desafio e o apoio necessário para superá-lo, aplicando seu produto ou processo”, diz Rodrigo Gomes, gerente de Tecnologia da Votorantim Metais.

Na área de energia, os alvos são startups que possam desenvolver tecnologias para substituir as matrizes energéticas tradicionais da mineração: combustíveis fósseis e eletricidade, por exemplo, por alternativas mais econômicas e que apresentem ganhos ambientais, tais como: biomassa, biogás, energia solar, óleos menos poluentes e renováveis, sistemas de ar comprimido e de bombeamento mais eficientes, ou até mesmo novas fontes ainda não mapeadas.

No ramo de nanotecnologia, a busca é por empresas capazes de desenvolver soluções que utilizem essa tecnologia em aplicações como: recuperação de partículas durante os processos de flotação e hidro metalúrgicos, soluções em corrosão, aplicações de óxidos dos metais, tratamento e recuperação de efluentes e desenvolvimento de novos produtos.

A seleção terá três etapas. Após a inscrição e apresentação das candidaturas serão selecionados 20 projetos. Essas 20 startups passarão por um período de imersão para entender os processos de produção da empresa e receberão apoio para apresentação do projeto final. Os dez melhores projetos serão selecionados por uma banca examinadora.

Os finalistas poderão tornar-se fornecedores da empresa ou receber investimento para desenvolvimento do negócio, além de outros benefícios. O programa Mining Lab oferece possibilidade ainda de conexão com outras empresas do conglomerado industrial.