* Por João Kepler

No mundo da inovação, existem vários “tipos” de investidores no mercado, uns mais conscientes, outros que participam ativamente e outros que não têm a mínima noção do que estão fazendo. Por isso, resolvi fazer uma relação dos tipos de investidores cuja definição partiu dos empreendedores que convivi e convivo nesses últimos oito anos no mundo do investimento em startups. Essa relação não é uma opinião minha ou inventada por mim, estou apenas escrevendo sobre isso baseado no que vejo e no que me falam no ecossistema empreendedor brasileiro.

Veja abaixo sem nenhuma ordenação lógica, a definição dos tipos de investidores.

1 – Investidor FFF (Família e Amigos)

Vira investidor da noite pro dia, por aceitar investir na ideia de um empreendedor da família ou amigo. Não sabem muito bem o que estão fazendo, mas querem um bom percentual do negócio. Parceria que envolve uma carga emocional muito intensa, mas  alguns gostam tanto que terminam virando empreendedor dentro do negócio ou segue investindo em outras oportunidades.

2 – Investidor Mosca de Padaria

É aquele que voa, circula muito, perturba, às vezes até incomoda o empreendedor, mas não come nada. Sempre é o primeiro a se manifestar, participa de reuniões, dá opinião, mas na hora de efetivar o investimento com o aporte: some. Independente do motivo que os levem a desistir, investidores assim acabam queimando seu nome no mercado.

3 – Investidor Mineirinho

É aquele que não faz alarde e nem compartilha o que tem feito. Geralmente são inteligentes e estratégicos, sabem como, onde e quando investir. As pessoas só tomam conhecimento dos seus investimentos quando os resultados são divulgados.

4 – Investidor Mentor

Não, não é aquele que investe seu dinheiro e te ajuda com mentoria. Estou falando daquele que nunca investiu um real em nada. Procura negócios para vender consultoria ou treinamento em troca de um percentual do negócio e se intitula investidor-anjo e não mentor.

5 – Investidor Parede

É aquele que atrai as melhores oportunidades do mercado, mas que tudo para nele. Por receio e medo de arriscar em alguns momentos, de assinar um contrato, por exemplo, perde boas oportunidades e às vezes até desestimula os empreendedores de buscar investimentos, por ter o hábito de ser lento e ruim de retorno.

6 – Investidor Demônio

Antagonista ao investidor-anjo, entende do assunto, mas esse tipo quer muitas vezes “sugar” o empreendedor. Mesmo sabendo que não pode, exige sempre muito, quer o maior percentual possível (e até impossível) pelo menor aporte (muitas vezes menos do que efetivamente precisa). Após o investimento, não deixa o empreendedor em paz para trabalhar, dar pitacos e se mete sem ser chamado, quer planilhas e reports fora de hora, critica tudo, exige KPIs que não foram combinados na hora do investimento e nunca quer fazer follow-on quando precisa.

7 – Investidor Réveillon

É aquele que só aparece uma vez por ano querendo saber das coisas e dos resultados, tem bastante dinheiro, faz o investimento e depois some, não procura manter contato periódico com os empreendedores e muito menos faz questão de contribuir de alguma forma para que o negócio desenvolva.

8 – Investidor sem asas

É aquele que tenta investir apenas com o dinheiro alheio. Não existem muitas diferenças entre um investidor deste tipo e um corretor sem CRECI. Ganha comissão de captação. Se não tiver ganhos em uma startup, avança em outro negócio até conseguir captar para ser remunerado, esse é o objetivo e a maior preocupação.

9 – Investidor Nem

É aquele que não está nem aí pra nada. Poupam uma parte de dinheiro que ganham de salário ou da suas atividades profissionais todos os meses e depois investem em negócios que acreditam. Mas não se preocupam em aprofundar seus conhecimentos e muito menos em acompanhar corretamente o andamento do investimento. Colocam o dinheiro e nem se lembram ao certo onde ou em que investiram. Poderiam ser definidos também como despreocupados.

10 – Micro Investidor

Muito encontrados em rodadas de Equity Crowdfunding, não são profissionais e a maioria não tem conhecimento profundo do tipo de investimento, riscos, retorno e liquidez como deveria. Geralmente investem em negócios descolados e por impulso quando são impactados por alguma campanha de lançamento ou oferta pública por um percentual muitas vezes irrisório do negócio. Por isso, não é raro, esse tipo de investidor tentar solicitar seu dinheiro de volta antes do prazo registrado.

11 – Investidor Assertivo

Quando um investidor tem uma bela carteira de investimento, startups tracionadas e famosas no portfólio, já fez exits e quando ele tem uma taxa de retorno (IRR) acima de 40%, se torna assertivo para o mercado de investimento.

12 – Investidor Roleta

É o que pega pouco do que tem “no bolso” e aposta / joga em um negócio, não sabe bem o que está fazendo, alguém disse para apertar um botão investir e ele fez. Mas sem educação sobre investimento, geralmente fica perdido sobre modelos e prazo de retorno, faz perguntas desconexas e quando perde se chateia, abandona e fala mal, no caso de ter sorte, recebe o prêmio e aumenta a aposta.

13 – Investidor Advisor

Investidor que além de colocar seu dinheiro em uma startup, se coloca a disposição para ser conselheiro do negócio para fornecer também sua experiência e seus conhecimentos.

14 – Investidor Agiota

Investe sim, mas exige garantias reais como se fosse um empréstimo e um retorno com juros exorbitantes e prazo de saídas e retorno muitas vezes difíceis de serem cumpridos. Não dá para chamar este tipo de investidor de anjo.

15 – Investidor Líder

É aquele investidor mais experiente, que já investiu, perdeu, ganhou, fez saídas de investimentos e tem uma bela carteira de startups. Geralmente são educadores e colaboradores com o ecossistema. Lideram rodadas de captação, participam de clubdeals e fazem coinvestimentos. Normalmente são os primeiros a serem procurados pelos investidores e pelos empreendedores quando precisam de investimentos.

16 – Investidor Seguidor

É aquele investidor que quer diversificar a carteira de investimento. Aporta seu dinheiro em negócios indicados por outros investidores líderes mais experientes. A procura deste tipo de investidor é pelo menor risco e pela assertividade de um Líder de um coinvestidor ou de clubdeals. Se forem provocados podem contribuir com mais do que o dinheiro.

17 – Investidor Empresário

É aquele que quer ser dono do negócio, quer entrar na sociedade para mandar, em linha geral querem no mínimo 50% da empresa. Eles não conseguem se comportar como investidores mesmo, afinal, querem tudo a sua maneira.

18 – Investidor VC

O Investidor VC é o Venture Capitalist que são investment partners de Venture Capital ou Fundos de Investimentos.  Um VC tem um mindset muito diferente dos demais investidores, eles geralmente são um tanto agressivos nos objetivos, pensam em tração e alta performance o tempo todo.

19 – Investidor Participativo

Este é o sonho de qualquer empreendedor. É aquele investidor consciente, que sabe o que precisa fazer. Investem em educação financeira antes de começar o seu primeiro investimento. O seu sucesso é baseado em investimentos de longo prazo. Como não necessitam do dinheiro investido, podem esperar e contribuem para ajudar no desenvolvimento do negócio até aportam mais e mais sempre que solicitados. São em geral excelentes empresários, executivos e excelentes investidores.

20 – Investidor Spray and Pray

Espalha investimentos menores em muitos negócios para acertar em alguns deles, por exemplo: 10 mil em 10 startups ao invés de 100 mil em uma startup. A estratégia é que poucas vão dar certo e podem pagar e retornar o investimento das outras. Sabem o que estão fazendo e se preocupam apenas com os múltiplos do valor investido. Essa é a lógica deste tipo de investidor.

Atenção: Apelidos meramente ilustrativos, não são pejorativos. Claro que um investidor pode ter características de uma ou mais categorias juntas.

Investidor: em qual classificação você se enquadra?

Empreendedor: qual tipo de investidor você tem ao seu lado ou procura?

Tem outros tipos que não relacionei aqui? Deixe a sua opinião no comentário aqui.


joão João Kepler é reconhecido como um dos conferencistas mais sintonizados com Inovação e Convergência Digital do Brasil; Especialista em e-commerce, marketing, empreendedorismo e vendas; Investidor Anjo, líder do núcleo Nordeste da Anjos Do Brasil; Lead Partner da Plataforma DealMatch; Cotista e Mentor nas Aceleradoras 85Labs e StartYouUp; Vencedor do prêmio Spark Awards da Microsoft como Investidor Anjo do Ano 2015; Speaker internacional; Premiado por anos consecutivos como um dos maiores Incentivadores do Ecossistema Empreendedor Brasileiro.