* Por João Kepler

Com tantas empresas grandes no segmento varejista, é difícil competir e às vezes o pequeno empreendedor do varejo pode se sentir perdido na hora de criar sua tática para atrair clientes e se destacar no mercado. Por isso, reuni abaixo alguns pontos com o objetivo de ajudar os pequenos e médios varejistas a sobreviverem e se tornarem mais competitivos:

1.) Encontre um nicho

A verdade é que um pequeno varejista nunca vai conseguir competir com os grandes em preço e em distribuição. Aliás, nem deve se esforçar neste sentido ou tentar entrar nessa disputa. Encontrar uma especialidade e ser o melhor naquele segmento na sua região, se possível o único. Esse é o segredo.

2.) Tenha um plano em mente

Fazer um plano de negócio não é só para planejar o futuro e definir metas. É preciso pensar estrategicamente para identificar parceiros, canais, barreiras, design, produtos, serviços, precificação, estoque, atendimento, entre outros pontos importantes para uma loja. É durante este tempo que o lojista vai identificar os recursos que precisará para ajudar a desenvolver o seu negócio.

3.) Use a tecnologia a seu favor

Não é a tecnologia em si que importa, mas a forma que ela é usada. O que só estava disponível para as grandes empresas agora está cada vez mais disponível e acessível para as pequenas empresas também. São sistemas, soluções nas nuvens, aplicativos para todos os tipos de negócio, que vão desde a solução do checkout, passando pela gestão de preços, da venda perdida, até controle de acesso nas lojas. A tecnologia hoje é tão importante quanto os produtos que você vende.

4.) Use canais digitais para competir com os grandes

Quando se trata de sites de mídia social como o Twitter, Facebook ou Instagram, as pequenas empresas podem concorrer com os grandes varejistas. Nessas plataformas onde autenticidade e personalidade são fundamentais para se conectar com os clientes, os pequenos varejistas têm vantagens, pois as grandes não fazem marketing digital de forma específica e direcionada. Mas não basta contratar o sobrinho para fazer a mídia social, é preciso foco, profissionalismo e dedicação. Esta é a sua oportunidade de fazer com seus clientes propaguem boas histórias, experiências de consumo e notícias sobre a sua loja (que podem se converter em vendas).

5.) Seja mobile e tenha presença virtual

Conforme-se, seus clientes vão olhar primeiro para o celular. Então a sua loja tem que ter um site responsivo, um aplicativo ou se fazer presente em apps de terceiros para estar também presente a mão e ao alcance do seu cliente ou de quem procura o serviço ou produto que você vende. Além disso, certifique-se de que você está aparecendo no Google e no Google Maps para que as pessoas da região que estão procurando empresas como a sua poderão encontrá-lo facilmente.

Se você quiser fazer com que seu negócio cresça, as ferramentas estão a sua disposição e esse é o momento certo, a escolha, no entanto, é somente sua.


 

joãoJoão Kepler é empreendedor serial, blogueiro, articulista e colunista de diversos Portais e revistas, investidor anjo membro da Anjos do Brasil, Palestrante, espalhador de ideias Digitais e melhores práticas em negócios. Além disso, CEO do Show de Ingressos, que é uma das melhores Plataformas B2B de Internet Ticketing do Brasil no modelo SaaS.