Após as etapas de seleção para recrutar as melhores startups e projetos na área de ciências da vida, o programa de pré-aceleração Biostartup Lab, primeiro do Brasil a atuar exclusivamente neste setor, divulga o nome das equipes que serão apoiadas. Dos 533 empreendedores inscritos, foram selecionadas 21 startups. Destas, 14 vêm de Minas e incluem soluções como tecnologias para a produção mais eficiente de biodiesel, tratamento da doença de chagas e da dependência química, entre outras.

O programa é uma iniciativa da Biominas Brasil e do Sebrae Minas com a proposta de apoiar pesquisadores e profissionais das áreas de agronegócios, saúde humana, digital health e meio ambiente que desejam empreender. Oferece suporte de especialistas para modelagem de negócio, networking com investidores, mentores e parceiros internacionais.

O programa tem a duração de três meses e é totalmente gratuito. As equipes selecionadas contarão com coworking, mentoria, metodologia específica, conexão com grandes empresas e investidores, Além disso, a cada rodada a equipe vencedora recebe R$ 200 mil em recursos e benefícios para o desenvolvimento tecnológico do projeto.

“O BioStartup Lab vai além de um programa de pré-aceleração de startups e tem papel estratégico no desenvolvimento da próxima geração de inovações e empreendedores do setor de ciências da vida, porque está encorajando e dando a possibilidade a empreendedores iniciantes de apostar em suas ideias interagindo com o mercado desde o início para que a nova geração startups consiga inserir suas soluções tecnológicas no mercado com mais chances de sucesso”, explica o coordenador de empreendedorismo do Biostartup Lab, Rafael Silva.

Nesta fase de aceleração, as equipes são divididas entre três estágios: Alfa (quando o grupo está estruturando sua ideia ou pesquisa e ainda não realizou nenhum tipo de teste ou tentativa de validação), Beta (a equipe já está na fase de testes e exercícios de validação como construção de protótipo, testes-piloto e provas de conceito) e Launched (a equipe já finalizou estes testes e validações e já conta com usuários ou clientes pagantes, mas ainda falta o alcance de mercado).

No total, foram inscritas equipes de 95 cidades, 13 Estados, 6 países e 54 instituições, entre elas a UFMG, USP, FUNED, FIO CRUZ, Singularity University e Stanford University.

Projetos selecionados

Saúde Humana:

  • Oncotag – Painel de marcadores moleculares que predizem resposta ao tratamento oncológico;
  • Abordagem Imunoterapêutica contra tumores induzidos por HPV;
  • AS 31 – Dispositivo para utilização junto a roupas ou acessórios para o monitoramento da segurança durante exposição solar;
  • Tratamento de doença de Chagas por P21 (Trypanosoma cruzi);
  • Tratamento da dependência química com ibogaína;
  • Nanomark – Nanocompósito magnético para separação de DNA puro (livre de proteínas);
  • Nanofármaco para leishmaniose;
  • Micro-organismo para produção de filtrosolar.

Digital Health:

  • Betri Studio – Jogos que replicam os exercícios do tratamento em fonoaudiologia;
  • Arkmeds – Dispositivo que conecta os aparatos dos hospitais a sensores de temperatura, pressão, e nível de água;
  • Eye Signa – Mouse de computador controlado apenas pelo movimento ocular do usuário;
  • 689 Swimming Device – Equipamento utilizado para obter e tratar parâmetros referentes ao desempenho de nadadores;
  • NeuroApp – Plataforma gamificada para auxiliar no diagnóstico de problemas em crianças com o comportamento alterado.

Agronegócio:

  • Produção de meios de cultivo para embriões bovinos In vitro;
  • Obtenção de carotenoproteína através de resíduos do camarão;
  • Agroeasy -Soluções para Agronegócio;
  • Plataforma de kits para o controle de vacinas veterinárias.

Meio Ambiente:

  • BCHEM – Tecnologias para produção mais eficiente de biodiesel;
  • BIOFUSION – Pesquisa e desenvolvimento de aditivos para óleo combustível;
  • Arágua – Equipamento miniaturizado para monitorar a qualidade do ar e água;
  • Integra Bioprocessos e Análises – Levedura capaz de transformar a glicerina crua sem tratamento prévio em poli-ácido lático.