Nesta quarta-feira (26), o Startupi acompanhou dois eventos importantes para o ecossistema empreendedor nacional: o segundo Demo Day do Programa Start-Up Brasil, uma iniciativa do MCTI com gestão da Softex e o Venture Forum – Empresas Aceleradas, realizado pela ABVCAP e ABDI.

Realizado no teatro Tucarena, na PUC de São Paulo, o encontro contou com 20 Startups participantes nos dois programas, que fizeram a apresentação de seus negócios para um público formado por investidores, gestores de fundos de participação e interessados em tecnologia.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Venture Forum consiste na seleção e na capacitação de empresas inovadoras, para que elas possam se aproximar de potenciais investidores (gestores de fundos de investimento em participações, investidores-anjo, investidores estratégicos, corporate ventures, entre outros).

Durante a abertura do evento, Cássio Rabello, especialista em projetos da ABDI, elogiou o evento e explicou que esse tipo de ação é decisiva para o desenvolvimento econômico no Brasil. “É impossível fazer política de desenvolvimento sem articulação intensa entre a iniciativa privada, empresas e governo”.

Marcelo Carrullo, consultor de empresas da ABVCAP, apresentou os resultados do Fórum até hoje. Existem mais de 560 empresas cadastradas na base de dados e dentre elas, 145 já capacitadas e apresentadas a investidores, cerca de 60 em negociação e 11 já investidas.

Startups selecionadas do programa Venture Fórum com apresentação no evento:

Eruga: desenvolvedora do Hub Educacional, a Eruga quer ser a App Store da educação, com uma plataforma oferecida gratuitamente às escolas formando um grande canal de vendas onde produtos homologados e “tagueados” serão disponibilizados as empresas proprietárias destes produtos que terão acesso, com baixo custo, a um número enorme de escolas.

One Cloud: possui uma solução completa de CSB capaz de dinamizar a busca e comparação de serviços e provedores, gerenciar e monitorar múltiplos ambientes e controlar e otimizar os gastos em computação em nuvem.

Brasil Aromáticos: a empresa produz e comercializa produtos cosméticos, estando presente nos mercados: místicos, naturais e sensuais, sendo que 3% do faturamento é exportado para países como Chile, Portugal, Espanha.

4YOU2: no Brasil menos de 5% da população fala inglês e esse número é ainda menor quando falamos na população da base da pirâmide econômica. Com mais de 1700 alunos em 4 unidades, A 4YOU2 foi fundada em 2012 para resolver esse problema, democratizando o aprendizado de idiomas e o intercâmbio cultural de forma escalável e profissional.

Revolog (Logpyx): o Revolog é uma plataforma RTLS da Logpyx para otimização de fluxos logísticos internos que utiliza redes de sensores sem fio e inteligência artificial. Como resultado, há um grande aumento de eficiência operacional e expressiva redução de custos.

Agenda Kids: ferramenta multiplataforma (web e mobile) de comunicação escolar que funciona como um elo entre pais, filhos e escolas, facilitando na organização e acompanhamento das atividades escolares, além de permitir que as instituições educacionais otimizem seus processos de comunicação e gerenciem melhor sua equipe de colaboradores.

Descarte Legal: marketplace na área de resíduos sólidos que atua no mercado B2B, em que empresas geradoras de resíduos negociam com empresas transportadoras e receptoras ambientalmente regularizadas. A plataforma supre uma série de dificuldades atribuídas ao processo de gerenciamento e descarte dos resíduos sólidos.

SII Technology: solução integrada (serviço na nuvem e hardware) de gestão e controle para edificações corporativas, públicas, faculdades e hospitality, que possibilita a interação de todos os ocupantes através do Smart Phone.

Tippz: o Tippz entrega relatórios dinâmicos, online e em tempo real do comportamento de consumidores de bares e restaurantes para fabricantes de bebidas e revendedores. Os relatórios são modelados de acordo com o perfil do consumidor em caráter de persona (Gênero, Idade, Estado Civil, Local, etc.).

Me Casei.com: a plataforma atua como uma espécie de melhor amigo dos noivos, facilitando a jornada do pedido de casamento até o altar. O modelo de negócios se diferencia pela receita compartilhada sobre os presentes e serviços auxiliares de um casamento, estando integrado a 70% do e-commerce nacional em listas de casamento, além de soluções de presentes em dinheiro.

A seleção das Startups Aceleradas para o Venture Fórum aconteceu durante os últimos 2 meses. As Startups interessadas após fazerem a inscrição para o processo seletivo, passaram por algumas etapas de classificação e capacitação para estarem preparadas para apresentação realizada durante o evento.

Diferente dos outros fóruns realizados até hoje, esta edição buscou contemplar empresas inovadoras que já passaram por processos de aceleração. Para essa seleção foram avaliados aspectos como inovação, produtos e processos de produção, situação de mercado, retorno financeiro, perfil da equipe e alternativas de saída.

 

Foto: blog MaxMilhas

Foto: blog MaxMilhas

Startups selecionadas da turma 2 do programa Start-Up Brasil com apresentação

Superplayer: serviço de recomendação musical com o objetivo de melhorar os momentos das vidas das pessoas fornecendo a trilha sonora perfeita. Com mais de 10 milhões de ouvintes desde o lançamento do produto em 2013, é um dos líderes no mercado de streaming de música no Brasil.

Cuponeria: serviço de mídia de performance para o varejo offline através de cupons de desconto. A tecnologia é integrada aos varejistas para permitir que o sistema de caixa leia o código do cupom e monitore a venda. A empresa entrega mais de 200.000 cupons/mês através do portal e aplicativos para iPhone e Android, o que prova forte tração do uso de cupons.

Prêmio Ideia: plataforma de gestão de ideias e de inovação, que possibilita a organizações públicas e privadas o desenvolvimento de inovações de alto impacto a um baixo custo, com base em uma metodologia motivada pela gameficação e que utiliza participação e colaboração social.

Codifique: Plataforma que permite a empresas contratarem programadores e times sob demanda para projetos de software e terem seus projetos gerenciados por profissionais.

Cerensa: solução integrada presente em mais de 200 instalações em 20 países, a Cerensa integra em uma única solução, emissões de gases de efeito estufa, energia, água, resíduos sólidos, poluição, licença se procedimentos de gestão de certificações ambientais para cada empresa.

Brasilbybus: a empresa chegou para revolucionar o mercado rodoviário brasileiro através da inovação tecnológica. A BrasilByBys ajuda empresas rodoviárias a levar seu conteúdo para a web e viajantes de todo o Brasil a reservar sua passagem de maneira simples e rápida pela internet.

Razoom: plataforma B2B que ajuda operadores de tours a gerenciarem seus negócios e conquistarem novos clientes através da internet. Conta hoje com um inventário com mais de 1500 produtos,operados por profissionais de qualidade e nos principais destinos turísticos do Brasil.

Memed: plataforma web e mobile exclusiva para médicos, 100% gratuita, que permite ao profissional consultar medicamentos e imprimir suas prescrições em um só lugar. Acessando a Memed, o médico encontra todas as bulas e informações organizadas de mais de 20.000 medicamentos (Anvisa), constantemente atualizados conforme entram e/ou saem do mercado.

VTX: Plataforma mobile de reconhecimento de produtos por meio de imagens e voz focado no mobile commerce. A ideia é ofertar ao varejo a API de reconhecimento de imagem para facilitar e melhorar a experiência do usuário no mobile search, dando a possibilidade de buscar produtos por meio de foto ou voz dentro do app do varejista, levando-o à compra em poucos cliques.

MaxMilhas: realiza a intermediação da compra e venda de milhas aéreas. Fundada em janeiro de 2013. A empresa acredita que agrega valor às companhias aéreas ao trazer mais passageiros que não estariam dispostos a pagar o valor cheio da passagem e aos programas de fidelidade ao estimular que as pessoas adquiram mais milhas.

 

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Após as apresentações das Startups, Vitor Andrade, gerente de operações do Start-Up Brasil apresentou alguns números sobre a segunda edição do programa.  Em linhas gerais, a Turma 2 recebeu 709 propostas, 74,9% nacionais e 25,1% internacionais, das quais 49 foram efetivamente apoiadas (46 nacionais e 3 internacionais), recebendo bolsas para pesquisa e desenvolvimento, além de participarem dos programas de aceleração das aceleradoras vinculadas ao programa, que inclui mentoria, capacitação, conexão com investidores e investimento financeiro.

“Os números mostram que tivemos um ótimo ano. Considerando apenas os primeiros 7 meses de 2015, a Turma 2 já bateu o faturamento de todo o ano de 2014. Também cabe destacar o excelente desempenho na captação de investimento externo, que hoje já supera em mais de 2 vezes o recurso público investido,” comenta Vitor Andrade. “É muito importante ressaltar o trabalho das aceleradoras, parceiros essenciais para o sucesso do Programa. O Start-Up Brasil é uma rede conectada e os resultados obtidos até aqui nos deixam bastante animados para seguir em frente e ampliar ainda mais o impacto do Programa no país”.

 

As aceleradoras qualificadas para essa rodada e que trabalharam junto com as empresas foram: 21212, Acelera MGTI, Acelera Partners, Aceleratech, Outsource Brazil, Pipa, Start You Up e Wayra.

Investimento (considerando o período de aceleração)

O valor captado externamente durante o processo de aceleração das empresas no programa mais que dobrou o valor público investido.

  • R$ 9,2 milhões foram investidos pelo Start-Up Brasil;
  • R$ 1,8 milhões vieram das Aceleradoras qualificadas;
  • R$ 24,5 milhões foram captados externamente durante o processo de aceleração.

É importante destacar que 45% das startups receberam novas rodadas de investimento ao longo do processo de aceleração. Tão ou mais importante do que a captação de investimento é ter startups crescendo e gerando novas oportunidades. O faturamento das startups da Turma 2 cresceu 174% de janeiro a julho de 2015 em relação ao mesmo período do ano passado e passaram de uma média de 3,6 pessoas por empresa no início da aceleração para 8,7 no final do processo – um crescimento de 153% no número de postos de trabalho.

Com a entrada da Turma 3 no final de 2014, o programa Start-Up Brasil ainda trará esse ano o Demo Day da Turma 3 e o Demo Day Internacional em São Francisco, com datas a definir.

Em dois anos de execução, o Start-Up Brasil recebeu 2.855 inscrições nas quatro turmas e apoiou até o momento 183 startups de 15 setores da economia, sendo 162 startups de 17 estados Brasileiros e 21 empresas internacionais, que vieram inovar no país de 13 países diferentes.