Com o objetivo de incentivar empreendedores a desenvolverem produtos inovadores para solucionar um dos maiores problemas das grandes cidades, aconteceu no último final de semana em São Paulo, o Startup Weekend Mobilidade Urbana .

A ideia inédita em se criar um evento focado em soluções para Mobilidade Urbana vai ao encontro de um dos desafios mais difíceis que as cidades enfrentam. A população mundial cresce anualmente, segundo estudo 51% ou 3,5 bilhões de pessoas atualmente vivem em áreas urbanas, daqui 30 anos a expectativa é chegar a 70% da população ou 6,3 bilhões vivendo nos grandes centros.

Portanto, veremos investimentos nos próximos anos para vencer este desafio. Hoje 64% de todos os quilômetros de viagem feitos são urbanos e a quantidade de viagens dentro de áreas urbanas deverá triplicar até 2050. Poder contornar áreas urbanas de forma rápida, conveniente e com pouco impacto ambiental é fundamental para garantir um mínimo de qualidade de vida. Em São Paulo com mais de 20 milhões de habitantes temos desafios envolvendo grande circulação de carros, caminhões e ônibus; calçadas que sejam acessíveis para todos os pedestres, expansão de ciclovias, trens, metrô entre outros.

Mas como achar soluções para todos esses desafios? Com tecnologia! Graças a ela já conseguimos saber em quantos minutos o ônibus estará no ponto, a previsão meteorológica em tempo real e qual o melhor caminho para chegar ao trabalho, tudo isso graças aos avanços do desenvolvimento de soluções e aplicativos.

O Waze é sem dúvida um ótimo exemplo de uma solução para Mobilidade Urbana. Um dos maiores aplicativos de trânsito e navegação do mundo que utiliza mapas e sistema de navegação via GPS. O app sugere a melhor rota para o usuário com base na situação do trânsito naquele momento, informada em tempo real pelos próprios usuários. Também é possível enviar alertas sobre engarrafamentos, acidentes, postos policiais, obras, entre outros.

Precisamos continuar desenvolvendo cada vez mais soluções para os desafios da mobilidade. Pensando nisso, o Startup Weekend, evento onde empreendedores, desenvolvedores, designers e entusiastas se unem para compartilhar ideias, formar equipes e criar Startups, realizou em São Paulo no último fim de semana a primeira edição do Startup Weekend Mobilidade Urbana, onde empreendedores tiveram 54 horas para compartilhar ideias e criar negócios inovadores para a cidade.

Foi durante o Startup Weekend em 2011 que nasceu o aplicativo Easy Taxi, plataforma desenvolvida para o próprio passageiro chamar um táxi utilizando seu celular ou internet. Hoje a Easy Taxi conta com uma rede de 120 mil taxistas em 30 países, como Singapura, Nigéria e Egito.

Nesta edição do Startup Weekend, voltada para soluções de Mobilidade Urbana, o vencedor foi o Woole, um aplicativo colaborativo para ciclistas com sistema de navegação customizável e mapeamento de serviços para bike.
Em conversa com o Startupi André Arcas, um dos fundadores, contou que apesar da recente iniciativa da prefeitura de implementar ciclofaixas e ciclovias, ser ciclista em São Paulo não é nada fácil. “Ainda existe uma forte cultura a favor do carro, que não gosta de perder espaço na rua, e a malha cicloviária ainda não consegue atender a maior parte da cidade”. André se deu conta do problema quando adotou a bike como meio de transporte há alguns meses. “A topografia de São Paulo também não é lá muito favorável. Já tentou subir a Brigadeiro Luís Antônio de bicicleta? Aquilo ali é maldade, consegue ser pior do que correndo”.

Time Woole

Time Woole – Startup Vencedora

A proposta do Woole é que o usuário tenha a opção ao pesquisar uma rota, quais critérios priorizar dentre elevação, segurança e distância. Optando assim por um caminho menos íngreme ou que dê maior preferência a vias acessórias. Além disso, no próprio mapa ele poderá encontrar bicicletários e paraciclos, bem como vestiários, cafés e outros estabelecimentos bike friendly.

“Isso facilita o uso da bicicleta no dia-a-dia, identifica opções seguras de guardar a bike e pode até tirar o ciclista de um perrengue, encontrando uma oficina próxima caso ele tenha algum problema. E claro, os usuários poderão avaliar estabelecimentos, compartilhar trajetos e marcar eventos pelo próprio aplicativo”.

De acordo com o jornal Estado de São Paulo, (matéria veiculada em 18 de setembro de 2014), o número de bicicletas na cidade de São Paulo cresceu 50% em 2014, totalizando cerca de 261 mil ciclistas frequentes – e o fato de 88% dos entrevistados apoiarem as ciclovias sugere que a tendência deve continuar.

Segundo André o que torna esse mercado promissor no entanto, não é simplesmente seu crescimento. “O Big Data daí advindo, tem um potencial imensurável para aprimorar todo o sistema de transporte urbano. O processamento e análise desses dados, juntamente aos de carro, ônibus e metrô, será essencial para entender o fluxo de pessoas na cidade e pode ser a chave para soluções de transporte intermodais de alta performance no futuro”.

Outra solução vencedora, que ficou em segundo lugar no evento Startup Weekend Mobilidade Urbana, foi o BUM, aplicativo para gerenciar e automatizar o uso do Bilhete Único. Com o aplicativo o usuário poderá recarregar seu Bilhete Único e utilizá-lo nas catracas, ou seja, seu próprio celular será sua passagem.

O aplicativo também evita problemas como filas enormes, sistema fora do ar e facilita obter informações sobre tempo de integração e saldo.

Time BUM

Time BUM


Segundo Diego Melo, Idealizador do BUM, no momento eles estão no processo de amadurecimento da solução “Temos reuniões marcadas com a parte tecnológica da Prefeitura para viabilizar a integração e entender melhor as necessidades e requisitos que o aplicativo precisa ter. De forma otimista, espero começar uma fase beta para os primeiros usuários até o final do segundo semestre de 2015”.

O terceiro lugar ficou com o CADÁ, aplicativo para facilitar a busca por quartos livres e baratos em Hostel, Motéis e Hotéis. “É comum situações excepcionais como horas extras, enchentes, cursos noturnos, ou um simples happy hour que dificulta a volta para casa. “Existe muita procura por quartos de última hora” afirma Eduardo Casuccio um dos fundadores do CADÁ.

Com o aplicativo o usuário oferece um valor que considera justo para conseguir um quarto de forma emergencial e recebe então as opções de hospedagem para aquele momento, naquela faixa de preço e no local onde o cliente se encontra.

Time Cadá

Time Cadá

O diferencial em relação a outros aplicativos com a mesma finalidade é a simplicidade e o atendimento de urgências. “Não é necessário incluir data de check-in ou check-out, pois o nosso cliente precisa de um quarto para aquele exato momento. Além disso, o preço é um diferencial, já que o Cadá oferece um ambiente muito propício para ofertas e promoções de última hora”.

Quem consegue um quarto ganha conforto e horas de sono e quem fornece o quarto estará utilizando sua capacidade ociosa. O próprio time testou a hipótese e conseguiu 75% de desconto em um Hostel da Vila Madalena, com check-in às 23:00 e check-out às 8:00 “Acabamos sendo os primeiros usuários da nossa própria solução” finaliza Eduardo.

Esses são apenas 3 exemplos de muitas outras ideias que foram apresentadas durante o evento Startup Weekend. Precisamos cada vez mais de incentivo e investimento para as Startups que estão se mostrando competentes, apresentando soluções aplicáveis e que podem realmente contribuir para solucionar os grandes desafios da Mobilidade Urbana.

Segundo Luiz Candreva, um dos organizadores do Evento, “o empreendedorismo digital é uma das maiores forças de mudança globais. A Mobilidade Urbana, por sua vez, é dos mais graves e ‘democráticos’ problemas das cidades espalhadas pelo planeta. Com essas duas premissas em vista, nada mais óbvio do que a necessidade de se criarem soluções que ataquem esse problema de modo inovador e disruptivo. Assim, São Paulo, maior cidade da América Latina, com quase 17 milhões de habitantes em sua região metropolitana, foi o palco perfeito para a realização da primeira edição do SW com essa vertical. O Weekend tem um caráter transformador, que não fica limitado apenas aos seus participantes, mas que se expande para todo o meio em que ele esta inserido. Nesse contexto, é iniciativa é de suma importância para as mudanças que se fazem necessárias nessa área. Que seja o primeiro de muitos eventos, e demais iniciativas no sentido de melhorar a mobilidade urbana no Brasil e quiçá no mundo”, conclui.