*Por Juliana Saldanha

Sempre quando falamos sobre as vantagens proporcionadas por um programa de aceleração, incluímos o acesso que o empreendedor terá à rede de relacionamentos e de mentores da aceleradora.

O acesso à rede de relacionamentos,de maneira geral, se traduz em oportunidades de acesso direto e estruturado da startup a players do seu mercado. A prática nesse caso é conhecida, é direta e clara, envolve negociações entre as partes e o interesse financeiro está envolvido.

Por outro lado, quando o assunto é mentoria, são outros os interesses que devem ser envolvidos e, por vezes, estes não são muito claros para quem a pratica ou a recebe.

Como todo novo negócio, são muitas as incertezas que tangem o dia a dia do empreendedor. Quando esse novo negócio envolve inovação, essas incertezas se multiplicam. Incertezas que podem ser provenientes do modelo do seu negócio ou da falta de confiança do empreendedor em determinados momentos de sua jornada empreendedora.

Não há dúvidas que a mentoria ajuda os empreendedores nesses aspectos: de acordo com estatísticas relatadas pelo Startup Genome Project, startups estão sete vezes mais propensas a levantar dinheiro de investimento e tem três vezes e meia mais chances de crescer o número de usuários de seus produtos e serviços quando eles possuem mentores que os ajudam.

“O mentoring (mentoria) consiste em apoiar e incentivar as pessoas a gerirem a sua aprendizagem, a fim de que eles possam maximizar o seu potencial, desenvolver suas habilidades, melhorar seu desempenho e se tornar a pessoa que deseja ser.” Eric Parsloe – The Oxford School of Coaching & Mentoring

A mentoria é um relacionamento. Tipicamente voluntária, ela envolve troca, sinergia, empatia e só funciona se ambas as partes estiverem se beneficiando da relação.

O empreendedor está sempre sob pressão e a todo momento é exigido a tomar decisões para que seu negócio siga em frente. O mentor pode auxiliá-lo dividindo suas próprias experiências ou providenciando uma perspectiva externa ao empreendedor acerca de seu negócio. Neste relacionamento, o mentor e mentorado têm liberdade para definir a frequência e a forma dos encontros (presencial, hangout, emails, etc), bem como os temas a serem tratados.

“Frequentemente me deparo com grandes dúvidas internas relacionadas ao negócio da Netbee. Encontro no mentor um conselheiro fundamental que me auxilia neste papel. Um exemplo de auxilio da mentoria foi para a melhoria do meu modelo de negócio. Existiam dificuldades de escala e crescimento com o modelo antigo. As mentorias me auxiliaram muito.” – Gibram, empreendedor da startup Netbee.

Na outra ponta, os benefícios também devem acontecer para o mentor. A mentoria é uma ótima forma para executivos e empreendedores mais experientes retribuírem seu sucesso e se sentirem ainda mais realizados. A mentoria pode proporcionar ao mentor o aprendizado de novas tecnologias, ferramentas ou ajudá-lo a encontrar maneiras diferentes de solucionar seus próprios desafios, seja em sua carreira ou em sua vida pessoal.

A difusão da prática de mentoria em iniciativas e programas envolvendo startups é uma realidade no mercado mundial de empreendedorismo desde os anos 70 e está em franca ascensão no Brasil. Executivos e empreendedores seriais estão se envolvendo e compartilhando suas experiências para seus sucessores nessa jornada.

A maior parte das Aceleradoras de Startup membros da ABRAII adota o modelo de mentoria como parte fundamental para o sucesso do processo de aceleração. As dinâmicas variam, mas os princípios descritos acima são comuns. Sabemos o impacto positivo das intervenções dos mentores nas startups aceleradas e esperamos que a prática seja difundida (com as melhores intenções), favorecendo o surgimento de mais mentores para nutrir o ecossistema e gerando mais startups de sucesso provenientes dessa parceria.


juliana saldanha AbraiiJuliana Saldanha é Sócia e atualmente responsável pela comunicação e marketing do Techmall, aceleradora de Startups de Belo Horizonte, associada da ABRAII e do Startup Brasil. É também Diretora de Marketing da ABRAII, Associação Brasileira de Empresas Aceleradoras de Inovação e Investimento.