Quando o programa nacional de aceleração de empresas de base tecnológica Start-Up Brasil publicou a lista de selecionadas da primeira chamada, em julho de 2013, muitos brasileiros fizeram escândalo vergonha alheia indignação com o sistema manifestaram insatisfação. Tinha gente apostando que o programa era mais uma das coisas que no Brasil não dão certo, não dão em nada. Muita conversa e trabalho depois, saiu o resultado da segunda turma, e da terceira, e as frustrações foram ficando menos acaloradas – já era hora.

Aí veio o levantamento de métricas de desempenho das startups, das aceleradoras e do programa como um todo, e quem quer ajuda, segue buscando, quem não gosta ou não quer, ficou na sua. Ótimo. Há aproximadamente uma hora, o Start-Up Brasil divulgou a relação de startups que passaram na seleção do comitê e estão aptas a firmarem contrato com uma das doze aceleradoras integrantes do programa. Elas tem 60 dias para assinarem contrato – senão, se ficarem “desaceleradas”, desatendidas por uma das entidades credenciadas, não poderão receber os recursos do programa (que podem chegar a R$ 200 mil).

Ao todo, foram selecionadas 55 startups (de 637 inscritas), sendo 46 brasileiras (de 534) e 9 estrangeiras (de 103). Confira o link para as selecionadas após as imagens. Boa sorte!

INSCRITOS_nacionais

 

 

RESULTADO_internacionais_pt

Observação: Caso o link da startup esteja errado, por favor, deixar o link certo nos comentários. O link não consta na notícia? Deixe o link para adicionarmos.