Estou na Evernote Conferece, em San Francisco*. Hoje de manhã, o fundador e CEO do software de produtividade Evernote, Phil Libin falou um bom tempo sobre a filosofia da empresa e os rumos do negócio. As frases abaixo são dele. Publiquei com o software brasileiro de publicação Blogo, um dos três finalistas da competição global de produtos de parceiros. Neste momento, o CEO do Blogo, Amure Pinho, está fazendo (muito bem) seu pitch no palco – depois eu falo como se saíram, o resultado será anunciado às 17h de sexta-feira no horário de San Francisco (21h no Brasil).

As apresentações estão sendo transmitidas – assista aqui abaixo (se não aparecer nada, é porque está no intervalo).

Evernote, de acordo com Phil Libin

As pessoas que criaram nossa área, de produtividade, tinham um grande desafio: como fazer as pessoas usarem o mundo digital para organizar suas coisas. Eles contaram com metáforas, como typewriters, desktops, inboxes. Estas metáforas ainda estão conosco, cumprem um grande papel. Mas ainda precisamos de metáforas; essas são as melhores hoje?

Acho que essas metáforas estão no nosso caminho, acabam evitando que a gente aproveite ao máximo as possibilidades da tecnologia atual. Como as pessoas fazem decisões? Como nossa mente funciona?

Temos uma série de estruturas no nosso cérebro, bem antigas.  Temos funcionalidades do cérebro de réptil, para responder ao medo, para nos proteger. Temos funcionalidades de mamíferos. Temos um viés de sobrevivência que nos faz tomar decisões baseadas em medo. São decisões bastante primais.

Mais de 100 milhões de pessoas usam Evernote no mundo. Apenas 25% estão nos Estados Unidos ; 70% usam para trabalhar, mas isso pode significar “their life’s work”, não necessariamente dentro do escritório ou para a empresa, mas cuidar da sua vida, trabalhar pela sua vida. É impressionante você imaginar uma fila de clientes e esta fila ter 100 milhões de pessoas!

Ano passado, anunciei o Evernote Market, uma coleção de produtos físicos feitos com parceiros. Foi um experimento audacioso. Tomamos esta decisão baseados na missão de tornar mais fácil, elegante e produtiva a vida das pessoas ocupadas. Do jeito que o mundo vai, com esses dispositivos conectados, vestíveis, tudo inteligente, as empresas que não souberem lidar com isso estarão perdidas. É uma prática de design. Fomos bem, vendemos 12 milhões de dólares em produtos assim – só de Evernote Moleskines, foram 500 mil
unidades.

Mais interessante do que as pessoas estarem consumindo isso, é quem está comprando: 51% das pessoas estavam comprando esse tipo de produtos pela primeira vez, apenas 49% já eram usuários pagantes de Evernote. Se as pessoas amam o que você faz, e estão usando gratuitamente, elas vão querer pagar pelas coisas que você faz. Usuários de Evernote Business (planos pagos pelas empresas), tem 3x mais probabilidade de comprar do que os usuários Premium, e 80x mais probabilidade de comprar do que usuários gratuitos.

Hoje, anunciamos o Evernote Daily Planner, como um passo além em tornar um objeto físico um pouco mais inteligente. E também reinventamos a Jot Script stylus, acompanhada do aplicativo Penultimate.

 

Também estamos incrementado um scanner, com o jeito mais fácil de digitalizar documentos, além de as pessoas fotografarem seus cartões de contato ou notas fiscais com os aplicativos móveis. Agora, o novo aplicativo não exige nem que você clique para ativar a digitalização, ela inicia automaticamente. Agora, com o Scannable, é possível você ativar um scanner pelo seu celular, a digitalização já vai direto para o aplicativo do Evernote.

Por seis anos, tivemos medo de fazer alterações radicais na versão web do Evernote. Agora, lançamos uma nova versão, com o propósito de eliminar distração: só o indispensável permanece à vista, conforme você vai usando. Enquanto você está fazendo uma coisa, apenas esta coisa fica na tela.

Quais são as coisas essenciais que os usuários de Evernote fazem todos os dias com o software? São 4 coisas principais:

  • Escrever: antigamente não era assim, mas hoje trabalhar é, cada vez mais, trabalhar com informação;
  • Coletar: guardar e categorizar as coisas
  • Encontrar: não é procurar que você quer, é encontrar
  • Apresentar: você quer ver as coisas e também
    mostrá-las!

Essas são as quatro habilidades fundamentais dos trabalhadores do conhecimento atuais! É isso que estamos dando às pessoas, sem
um aprisionamento a metáforas ultrapassadas.

Xô PPT: resolvendo o problema das reuniões

O problema das reuniões geralmente tem a ver com os slides: tudo acaba parecendo um pitch, alguém tentando convencer os outros. Isso tem feito com que as decisões tomadas não sejam as melhores, desrespeita os outros presentes. Slides estão projetados para serem controlados pelos apresentadores.

Agora, temos uma funcionalidade (a ser lançada em novembro) que permite apresentar suas anotações, de forma multimídia, sem precisar reformatá-las como se fossem slides – Evernote faz as separações automaticamente e as estiliza de forma elegante, básica, e o usuário pode ajustar algo, se quiser.

Três leis da Inteligência Artificial, para o Evernote

Nota do editor: esta fala foi de Zeesha Currimbhoy, VP, Augmented Intelligence.

  • incrementa o seu trabalho – não fazer o trabalho por você;
  • é uma questão de design – não adianta ter funcionalidades fantásticas e isso não transparecer na experiência de uso;
  • Inteligência Artificial deve favorecer os usuários, não a empresa: significa que não queremos ficar empurrando todas
    funcionalidades, apenas deixar fácil você encontrar apenas as que você quer;

Nota do editor: de volta a Phil Libin.

O que queremos  é tornar mais fácil o começo do seu dia, sem você ter de procurar o que é mais importante. Por isso, estamos lançando o Daily Digest, que sumariza as coisas mais importantes para o seu dia – incluindo tendências da sua área de negócios, para você saber quais cadernos são mais oportunos, e também quais coisas os seus colegas estão trabalhando.

Conteúdo é rei? Contexto é o reino

A qualquer momento que você estiver usando Evernote, isso não está acontecendo no vácuo, você está fazendo isso em uma plataforma que, nos fundos, está ocupada ajudando você a organizar tudo. Com as “notas relacionadas”, que vocês já usam, vocês vão tendo dicas de outras notas, inclusive de seus colegas. Agora, também conseguimos pesquisar no LinkedIn as pessoas que você mencionou, ou que poderiam ser interessantes sobre o assunto que você está trabalhando. Trazemos essas informações para ajudar. Também podem
ser notícias: a gente pesquisa, mostra, e você pode selecionar um trecho que o Evernote insere como citação na sua anotação.

Comentário do editor: lembra um pouquinho a assistente virtual no filme Her.

Nova parceria com o Wall Street Journal, para que os usuários de Evernote Premium e Business recebam informações do Wall
Stret Journal dentro do seu Evernote – e assinantes de Wall Street Journal vão ganhar um ano de Evernote Premium.

Evernote sempre se tratou da produtividade individual do profissional atual. Mas isso era uma experiência muito privada. Agora, queremos que, além de você trabalhar, você tenha o melhor trabalho que já teve. Não apenas o ambiente de trabalho, mas nosso ambiente de trabalho. Por exemplo, agora você pode saber que seu colega está olhando uma anotação sua. Você pode inclusive chamar um bate-papo com as pessoas que estão olhando suas notas.

Há agora a funcionalidade de “enviar nota” para alguém, não apenas “compartilhar nota”. Não importa mais apenas saber quem está online ou off-line, olhando a mesma anotação ou não. E isso torna o trabalho em uma grande empresa muito produtivo, pois você pode focar nas coisas em que as pessoas estão focadas, pode conversar na hora certa, não precisa agendar uma reunião. A importância disso é uma coisa que aprendi criando empresas – Evernote é a minha terceira. Acredito que é assim que a colaboração deve acontecer, quando você deixa de usar as velhas metáforas de telefone, máquina de escrever, entre outras.

Além da caixa de entrada e da linha do tempo

Inbox e timelines são extremamente negativas, porque listam coisas nas quais você já está atrás, atrasado. É totalmente ineficiente e defasado. Timeline e inbox tratam de trabalhar no passado, com o passado. Queremos que você trabalhe no presente. Sabemos que você não vai se livrar completamente de inboxes e timelines, mas queremos proporcionar algo diferente.

*Sendo transparente: a Evernote pagou minha viagem e hospedagem mas em nenhum momento me periu, nem sugeriu, que escrevesse qualquer coisa sobre o evento ou sobre a empresa e o produto. Estou escrevendo para compartilhar com vocês o que considero interessante – seja como fato, seja como inspiração.