Strider, startup de inovações tecnológicas para o agronegócio sediada em Belo Horizonte/MG, recebeu um aporte de R$ 5 milhões da Barn Investimentos e lança no mercado uma tecnologia inovadora para o monitoramento e controle de pragas.

A ferramenta, que combina localização por GPS, mobilidade e big-data, auxilia o produtor rural na tomada de decisões para proteger suas plantações contra a infestação de pragas a partir do uso controlado de agrotóxicos, resultando na redução dos custos de produção.

“Observamos um uso desproporcional de defensivos agrícolas, que poderia ser racionalizado por meio de um estudo mais prático e completo da área produtiva”, explica Luiz Tangari, sócio-fundador e CEO da Strider. “Foi aí que veio a ideia de criar uma tecnologia de informação inteligente que acelerasse a identificação de áreas afetadas por pragas”, completa.

Com a tecnologia, os focos de infestação nas plantações de soja, algodão, cana, café e outras culturas podem ser detectados em estágio inicial, quando ainda não afetam a produção e, por decorrência, a rentabilidade dos negócios.

“O Strider é uma resposta à elevada demanda por novas tecnologias que contribuam para um salto de produtividade e redução das perdas de sacas”, diz Flavio Zaclis, diretor da Barn Investimentos. “Temos expectativas de que haverá uma ampla adesão ao produto pelos maiores agricultores do país e até mesmo por clientes no exterior”, conclui.

Segundo Tangari, hoje a solução desenvolvida pela Strider já é usada em uma área que soma 200 mil hectares. Com o aporte da Barn, a meta é expandir esse território para 2 milhões de hectares até o final de 2015.