Maurício Minas, vice-presidente do Bradesco, entrou em contato para lançar o programa InovaBra, que visa a selecionar startups de cinco áreas de atuação para fazerem projetos em conjunto após imersão no banco (inscrições até 17 de outubro).

Minas é responsável por marketing, canais digitais e tecnologia da informação e acredita que os modelos de negócio comprovados (em uso) só sustentarão o banco até certo ponto e que fazer inovação aberta com startups é o que dará novos rumos. “Já estamos pensando no que oferecer para a próxima geração bancária”, sinalizou.

Sobre o InovaBra, programa de startups do Bradesco

Nas palavras do próprio VP:

“O grande diferencial do nosso programa é a inovação no modelo de negócio, pois as empresas irão trabalhar com base em necessidades reais apontadas pelas unidades de negócio do Banco, diluindo o risco da inovação. Além disso, vão contar com conselhos e orientações dos principais executivos da instituição, acesso aos principais líderes das unidades de negócio – com objetivo de moldar a solução para uma grande instituição financeira -, assistência na gestão e mentoria. E poderão finalmente testar a solução apresentada em um dos maiores bancos do País”.

“Atualmente o acesso a tecnologias para gerar inovação está ao alcance de todos. Por isso, resolvemos apostar em mesclar o nosso processo fechado de inovação com um processo aberto, que nos permita buscar, apoiar e apostar em boas ideias. Nosso objetivo é criar um canal de interação com empresas que estão na fronteira da criação, têm agilidade para se adaptarem aos novos desafios propostos, mas precisam do apoio para uma boa gestão de seu negócio”.

O programa terá duração de 10 meses, sendo quatro destinados ao processo seletivo e seis meses para o processo de interação com o Banco, incluindo melhorias na gestão, busca de sinergia estratégica, operacional e mercadológica.

A primeira fase é composta por três etapas:

– Primeira: divulgação do programa e inscrição das empresas, que ocorre de 05/08 a 17/10.

– Segunda: seleção de até 40 startups pela avaliação do questionário preenchido pelas empresas durante a inscrição. Essas empresas passarão por um processo de imersão para conhecer o banco e serão avaliadas nos seguintes quesitos: qualificação da equipe, potencial de geração de valor, capacidade de entrega, potencial de inovação e mensuração de risco.

– Terceira: serão selecionadas 20 startups que passarão por avaliação de um grupo de executivos do Banco.

Cerca de 10 empresas seguirão para a fase de concepção do projeto, na qual receberão orientação com relação a uma demanda associada a uma necessidade real do Banco. Consequentemente, terão apoio no desenvolvimento do produto ou serviço e adaptação da solução ao ambiente do Bradesco.

Ao final do programa, as empresas que concluírem com sucesso a formatação de suas soluções terão a possibilidade de comercializar seus produtos para o Bradesco. O Banco poderá ainda ser um investidor estratégico das empresas.

Inscrição: de 05/08 à 17/10

Onde se inscreverwww.inovabra.com.br

Quem pode participar: Startups operacionais localizadas no território nacional e que tenham ao menos um produto ou serviço beta relacionado às atividades das empresas/áreas participantes da Organização Bradesco.