Chega de fraudes! É a promessa da Konduto, fundada por Tom Canabarro e Milton Tavares Neto, a empresa foi lançada no início de 2014, mas a plataforma começou a operar esse mês. Sua missão é detectar as fraudes do e-commerce antes que elas aconteçam e tem como principal concorrente outra startup mais antiga, a ClearSale.

Por ora, a Konduto conta com cerca de 30 clientes, com uma meta de chegar a 150 até o fim do ano. Veja abaixo uma conversa do Startupi com o Tom.

Que tipo de fraude em compra de internet vocês analisam?

Bom, a fraude hoje na internet é basicamente cartão de crédito. Ou a pessoa tem um cartão de crédito roubado, ou comprou um cartão de crédito roubado. Tem também a auto fraude, na qual a pessoa compra, depois liga no banco e diz que não foi ela quem comprou. Essa acontece bem mais do que parece, mas a principal ainda é a do cartão de crédito roubado.

Como vocês detectam a fraude?

Nosso foco é observar o comportamento de compra de pessoa. A pessoa que tem dados roubado, cartão roubado, tem aqueles dados com uma vida útil pequena porque os cartões serão cancelados rapidamente, então ele tem que fazer as compras rapidamente, em média uma por minuto quando normalmente a média de cada compra dura 12 minutos. Além disso a pessoa normalmente usa vários IPs, o que também sinaliza uma fraude.

Quem são seus principais clientes?

Temos clientes diversos,  mas estamos tentando clientes diferentes da concorrência, como e-commerce de vinhos e delivery de comida. A fraude no delivery é diferente, normalmente a pessoa pede 30 pizzas no endereço do vizinho e fica assistindo a reação do entregador com o vizinho. Estamos em fase de teste ainda, para mostrar as empresas que nosso sistema é mais eficiente, portanto também temos um preço reduzido para as empresas experimentarem.

Quantos clientes vocês têm?

Na fase piloto temos 30 clientes.

Vocês receberam investimento externo?

Não, montamos a empresa com investimento próprio.

Como tem sido o crescimento da empresa?

Em número de transações analisadas, temos crescido uma média de 60%, 70% ao mês. A quantidade de transações analisadas envolve tanto novos clientes entrando, como os clientes atuais aumentando o número de análises pedidas.

Vocês foram selecionados para o Techmission, vocês pretendem apresentar a Konduto no Vale do Silício?

Nosso intuito é abrir um escritório nos Estados Unidos em 2015. O principal funcionamento do sistema é por análise do comportamento de compra, portanto o portal já está preparado para ser levado para outros países.

Qual é a taxa de erro da plataforma?

A taxa de erro varia com a indústria. A de alimentação é mais fácil de ver a fraude, então tem menos falsos positivos, mas a de crédito pra celular é mais difícil de pegar, então tem mais falsos positivos, ou seja, depende da indústria.

Quais são as metas da empresa para o fim do ano? 

Até o fim do ano queremos fechar com 150 clientes e ano que vem vamos abrir o escritório lá fora.

Vocês pretendem entrar em algum programa de aceleração?

Estamos estudando processos de aceleração lá fora, que acho que são diferentes dos brasileiros e já pensando na empresa em outros países.