Criei a expressão Vales do Brasilício para mostrar um pouco do que vem acontecendo em algumas regiões ou locais do Brasil. Afinal, o Vale do Silício é único mas há vários similares no Brasil e mundo afora.

Como esses ecossistemas surgiram? No que consistem? Para começar, segue uma entrevista em vídeo, exclusiva, que gravei com Silvio Meira, na sala dele, no Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife.

A entrevista girou em torno do que é e como foi criado o Porto Digital: ambiente de negócios e de construção de processos, produtos e serviços da Economia Criativa. Resulta de um conjunto de políticos públicas e articulação para um sistema de inovação. Não é um prédio único, mas um perímetro urbano que conta com uma série de esforços que o tornam especiais. Em números:

  • 10 anos
  • 173 empresas;
  • software, componentes, design, animação, mídia, diversos;
  • 450 empreendedores – CPFs diferentes;
  • mais de 6 mil funcionários;
  • faturaram juntas mais de R$ 700 milhões;
  • a prefeitura dá desconto de 60% no Imposto Sobre Serviços para empresas registradas no perímetro do Porto Digital;
  • a prefeitura dá desconto “muito grande” no imposto predial para quem renovar prédios na parte histórica do centro da cidade.

De acordo com empreendedores situados na incubadora de startups do Porto Digital, chamada CAIS do Porto, tudo começou quando Silvio e um amigo solicitaram ao governo ajuda para dar sequência aos seus estudos, no exterior, com o objetivo em mente de utilizarem as habilidades em função do desenvolvimento local de competências competitivas.

Silvio Romero de Lemos Meira: batuqueiro de maracatu, engenheiro eletrônico, mestre em Informática, doutor em Computação, professor titular de engenharia de software na UFPE, cientista-chefe do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR), co-fundador e atual presidente do Conselho de Administração do Porto Digital, acionista de diversas empresas (a venda de uma delas lhe rendeu o apartamento onde mora), ex-coordenador no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, ex-assessor do Ministério de Ciências e Tecnologia, pretende se aposentar da academia em este ano e fundar uma rede de investimentos para fortalecer o mercado de capital semente.

Vale citar que lá no Porto Digital, mais especificamente dentro do CESAR, está sediada a startup de circuitos integrados para energy harvesting (que melhorem a eficiência de equipamentos abastecidos por fontes renováveis de energia) Silicon Reef (vencedora do Desafio Brasil 2009 e finalista da competição global Cisco/DFJ 2010).

Falando em CESAR, o notório centro privado recentemente captou investimentos para operar um fundo próprio. Já Silvio prepara uma versão livro de uma série de posts que vem fazendo.

Descubra no vídeo abaixo por que a Microsoft não ficou conhecida como o maior fornecedor de software de edição de texto da prefeitura de Seattle – e por que sua startup também não deveria!

Acompanhe twitter.com/srlm, twitter.com/porto_digitaltwitter.com/cesar_recife.
Viajei a Recife a convite do Bate-papo de e-commerce, no qual dei palestra.