Na recepção da faculdade, a tela de TV rouba os olhares. Alunos, professores e funcionários não resistem e, entre idas e vindas, aproveitam para conferir a programação. Filmes? Novelas? Nem pensar! O motivo da alta audiência é outro: uma programação simples, objetiva e voltada para o público do local. Ah, na TV também é exibido o Twitter da faculdade…

A cena acima é clássica entre os assinantes da BlooBox, empresa que desenvolve softwares para TV Indoor e que estreou no mercado há apenas um ano. Ao perceber que o público estava cansado de ver conteúdos repetidos e muito parecidos nas redes de TV Indoor, a empresa decidiu apostar em algo novo: o BlooBox.tv, um software fácil de usar e que permite gerenciar remotamente as telas, personalizando a programação e incluindo nela as badaladas mídias sociais.

Deu certo. €œO BlooBox.tv já está sendo utilizado por franquias de cursos de idiomas, como Yázigi e Wizard, escolas, faculdades, clínicas médicas, bares e restaurantes€, conta Herval Freire, fundador da BlooBox e que diz ter se surpreendido com a aceitação da ferramenta. €œApresentamos o BlooBox.tv aos primeiros clientes, ainda em fase de teste, e ensinamos a eles como incrementar a programação da TV Indoor com as mídias sociais. Foi impressionante o feedback positivo€, conta.

TV Indoor Social: interatividade e hiperconectividade

Tem notícias, vídeos, fotos. E também tem Twitter, Tumblr, Blog, Youtube… A programação da TV Indoor, quando gerenciada com o software BlooBox.tv, fica ao gosto do freguês. Mas a opção de exibir mídias sociais é o grande diferencial e é nisso que a BlooBox aposta. €œA TV Indoor Social, nome que demos à utilização de mídias sociais em TV Indoor, é uma evolução dentro desse mercado e já está mudando a cara desse tipo de mídia€, afirma Herval Freire.

As vantagens da TV Indoor Social podem ser resumidas em duas palavras: hiperconectividade e interatividade. O mundo está cada vez mais conectado, pessoas respondem emails, lêem notícias e atualizam suas contas do Twitter e Facebook com um simples aparelho celular – essa é a hiperconectividade. œJá que a tecnologia segue nesse ritmo, por que manter a tela de TV Indoor desconectada do online, quando a tendência é justamente o contrário? – questiona Herval Freire. A TV Indoor Social, segundo ele, responde a essa necessidade ao manter as telas abastecidas com as mídias sociais e ao evitar que o público se sinta desconectado.

Outra vantagem da TV Indoor Social é estimular o público a interagir com a programação. E não importa o lugar, nem a hora. Basta olhar para a tela da academia, da escola, da clínica médica ou do shopping, para ser fisgado por mensagens como: Siga nossa escola no Twitter e mande uma mensagem agora para aparecer na tela€. O resultado desse estímulo digital-social? Sem dúvida, é um espectador menos passivo e mais interessado na programação. €œGanha o público, que tem uma programação mais interessante. Ganha a empresa, que se comunica mais eficazmente. E ganham também os anunciantes que utilizam esse tipo de mídia€, destaca Herval Freire.